Entenda a diferença entre artrite e artrose

Artrite e artrose são doenças distintas, com causas e tratamento diferentes, porém com sintomas que podem ser muito semelhantes, o que costuma causar alguma confusão.

Artrite e artrose são doenças distintas, com causas e tratamento diferentes, porém com sintomas que podem ser muito semelhantes, o que costuma causar alguma confusão, fazendo com que as duas condições, que realmente são parecidas, sejam erradamente tratadas como uma patologia única.

Grosso modo, podemos definir a artrose como uma doença que provoca degeneração da articulação, enquanto que artrite é uma doença que provoca inflamação da articulação.

Neste texto vamos procurar explicar de modo simples o que é artrite e o que é artrose, destacando as suas diferenças.

O que é uma articulação

Antes de explicarmos a diferença entre artrite e artrose precisamos esclarecer o que é uma articulação, já que esta é a estrutura comprometida em ambas condições.

Chamamos de articulação toda região onde há conexão de dois ou mais ossos distintos, como, por exemplo, as articulações dos joelhos, cotovelos, punhos, tornozelos, ombros, etc.
As articulações ao longo do corpo não são todas iguais. Algumas articulações são conectadas por um tecido fibroso, que cola um osso ao outro, tornando-os imóveis, como no caso dos ossos do crânio (veja ilustração ao lado).

Há também articulações que são ligadas por cartilagens e permitem uma pequena mobilidade, como os discos vertebrais que unem as vértebras da coluna.

Porém, os tipos de articulação mais famosos são as articulações móveis, que normalmente são ligadas por uma cartilagem e uma bolsa cheia de líquido (líquido sinovial), permitindo amplo movimento dos ossos com mínimo atrito entre eles, como é o caso do joelho, cotovelo, ombros, etc.

O que é artrite

Na ilustração ao lado, mostramos em cores diferentes todos os ossos do crânio. Notem como eles estão grudados entre si e não se movem. A exceção é a articulação que liga a mandíbula ao osso temporal (têmpora), chamada de articulação temporomandibular (ATM). Esta articulação é obviamente móvel, caso contrário não seríamos capazes de abrir e fechar a boca para falar e mastigar, por exemplo. Esta articulação possui sinóvia, ou seja, cartilagem e líquido entre os ossos, permitindo sua mobilidade.

Artrite é o nome que damos quando há um processo inflamatório das articulações; falando de modo mais simples, quando uma ou mais articulações estão inflamadas.
Os principais sintomas da artrite são dor, vermelhidão, inchaço e dificuldade para mover uma ou mais articulações.

Existem várias doenças que podem cursar com artrites, entre elas podemos citar:

– Artrite reumatóide
– Lúpus
– Febre reumática 
– Gota
– Psoríase
– Síndrome de Reiter
– Doença de Crohn
– Espondilite anquilosante.
– Granulomatose de Wegener
– Outras doenças auto-imunes
– Artrite séptica.
– Traumas.

Chamamos de poliartrite quando 4 ou mais articulações encontram-se inflamadas ao mesmo tempo. As poliartrites costumam ocorrer em doenças sistêmicas como no lúpus e na artrite reumatoide. Monoartrite é quando apenas uma única articulação apresenta inflamação; ocorrem geralmente na gota ou na artrite séptica (artrite infecciosa).

A causa mais comum de artrite, porém, é a artrose. É dela que vamos falar a seguir.

O que é artrose
A artrose, também chamada de osteoartrite, osteoartrose ou artrite degenerativa, é uma artrite que ocorre por degeneração das cartilagens das articulações. A cartilagem é um tecido que serve como “almofada” ou “amortecedor” entre dois ossos.
Dos mais de 100 tipos de artrite conhecidos, a osteoartrose é o mais comum. Ela pode acometer qualquer articulação que tenha cartilagem, porém, na maioria dos casos a doença ataca as articulações das mãos, joelho, quadril e coluna. A osteoartrose pode acometer uma ou várias articulações ao mesmo tempo.

A degeneração da cartilagem na artrose ocorre geralmente pelo envelhecimento da mesma. Podemos dizer que ela vai “gastando” ao longo dos anos, até o momento que os ossos passam a entrar em contato direto um com outro, fazendo com que o atrito dos movimentos também leve a lesão destes.

Este processo de destruição da cartilagem, e posteriormente dos ossos, causa incapacitação da articulação afetada uma vez que qualquer movimento torna-se muito doloroso.

Além da idade, outros fatores contribuem para o aparecimento das artroses, tais como a genética, obesidade, diabetes, hipotireoidismo, etc.

Todas as causas de artrite citadas anteriormente também podem acelerar a destruição das cartilagens, podendo causar osteoartrose precocemente. Outro fator importante são os traumas nas articulações.

A osteoartrose é uma doença progressiva e sem cura; quanto mais insultos sofrerem as articulações ao longo da vida, mais cedo ela se manifesta. Uma vez destruída, a cartilagem não se regenera.

Autor: Dr. Pedro Pinheiro – Especialista em Medicina Interna e Nefrologia –  Fonte: MDSaúde 

Médico formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com reconhecimento de título na Universidade do Porto, Portugal. Possui mais de 16 anos de prática médica a nível ambulatorial e hospitalar. Editor-chefe do mdsaude.com desde 2008.

Registros profissionais:
OM Portugal 47883
CRM RJ 730092

Comentários
if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: