Diagnóstico e tratamento contínuo proporcionam controle e qualidade de vida aos pacientes de Artrite Reumatoide no Brasil

A AR é uma doença inflamatória crônica, autoimune, que afeta as articulações de pelo menos 2 milhões de brasileiros e sem o tratamento adequado pode ocasionar sequelas graves
No dia 12 de outubro ocorre mundialmente um movimento de conscientização sobre a Artrite Reumatoide, doença que afeta a saúde de pelo menos 1% da população brasileira. Sem causa conhecida, a AR é prevalente entre as mulheres, que representam 75% dos pacientes, e pode ser totalmente controlada. Para isso é fundamental a realização do diagnóstico precoce e início imediato do tratamento, que proporcionam o controle da atividade da doença e evitam sua progressão, além de sequelas como deformidades e incapacidade funcional.
Para o paciente que sofre com a AR o tratamento contínuo é um de seus maiores aliados. Segundo a Dra. Ieda Maria Magalhães Laurindo, médica reumatologista, Mestre e Doutora na área pela Universidade de São Paulo, a relação entre médico e paciente precisa ser de confiança. “A conversa entre médico e paciente pode ser o diferencial para o tratamento. O paciente deve tirar todas as suas dúvidas e falar abertamente com o seu médico caso não se sinta confortável ou não tenha visto melhoras com o tratamento que está sendo seguido”, afirma.
A especialista explica ainda que o protocolo a ser seguido durante o tratamento dependerá de como o organismo responderá às opções disponíveis. “O que precisa ficar claro para o paciente com AR é que o tratamento será realizado por toda a sua vida e que isso trará a ele o controle da doença. Mas para alcançarmos o tratamento ideal, precisamos analisar como o organismo dele reage às diferentes opções”, conclui a reumatologista.
Atenta a essa grave realidade, a biofarmacêutica global Bristol-Myers Squibb mantém um compromisso com os pacientes de artrite reumatoide por meio do Programa Vida em Movimento, que atende 1521 pacientes em todo o país.
“Para promover o tratamento adequado aos pacientes de AR, tentamos entender o perfil dessas pessoas e auxiliá-los a reduzir a jornada do paciente, que é o tempo que a pessoa leva do diagnóstico ao tratamento correto, antecipando o controle da doença e garantindo a ele mais qualidade de vida”, declara o Diretor Médico da Bristol-Myers Squibb, Roger Shoji Miyake.
Fonte: Segs.com

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!