Diadema vai realizar mais de três mil exames de retinografia

Nesta terça-feira (7/2), teve início o ‘Projeto Tele-oftalmologia – atendimento oftalmológico integrado e resolutivo multimodal’, que irá diagnosticar lesões no olho e, quando necessário, encaminhar para tratamento moradores diabéticos e hipertensos atendidos pela rede municipal. Para isso, serão feitos, no Quarteirão da Saúde (QS), mais de três mil exames de retinografia, uma fotografia ampliada da retina.

A ação é destinada a esses pacientes com idade superior a 45 anos e/ou com, no mínimo, cinco anos de diagnóstico. O morador será comunicado do dia e horário do exame pela equipe da Unidade Básica de Saúde (UBS) que é cadastrado.

O objetivo é diagnosticar precocemente e evitar complicações resultantes da diabetes e da hipertensão, como as da usuária da UBS Canhema, Marilina Calvalcante Bessi. “Hoje, minha maior dificuldade é costurar porque sinto a vista escura”, explicou.

Nesta primeira semana, serão realizados 30 exames por dia, de terça a sexta-feira, e a partir de 13 de fevereiro serão 50 procedimentos diários. “O objetivo é atender mais de três mil pessoas em quatro meses e diminuir a fila de espera de oftalmologia. O resultado sai em 30 dias na UBS e o paciente será acompanhado até o final do tratamento”, explicou o prefeito de Diadema, Lauro Michels.

A iniciativa é uma parceria entre o município e o Instituto Paulista de Estudos e Pesquisa em Oftalmologia (IPEPO), Escola Paulista de Medicina (EPM) e Federação Nacional das Associações e Entidades de Diabetes (FENAD).

Exame e resultado

No dia, o paciente aplica um colírio para dilatar a vista antes da realização do exame. Durante o procedimento, o técnico fotografa a retina. O resultado sai em um mês e o encaminhamento será específico para cada caso. Exames dentro da normalidade estarão disponíveis na UBS, que dará continuidade ao acompanhamento. Quem tiver resultados alterados será convocado para realização do tratamento. O acompanhamento do paciente será realizado no IPEPO até a alta médica.

Valdir Oliveira ficou contente com a ação. “Tenho diabetes e com o exame será possível acelerar o processo para o tratamento”, afirmou o morador atendido na UBS Paineiras.

Cuidado
Em Diadema, cerca de 13 mil pessoas são diagnosticas com diabetes mellitus. A retinopatia diabética é uma das principais complicações que acometem esse grupo e é a principal causa de cegueira em pessoas com idade entre 20 e 74 anos, segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD).

O risco de cegueira pela retinopatia pode ser reduzido a menos de 5% com diagnóstico precoce. Por isso, é importante que o indivíduo tenha hábitos saudáveis para prevenir e/ou controlar a doença.

Além de consultas, exames, medicamentos e insumos, as UBSs oferecem grupos educativos e de orientação sobre alimentação saudável, reeducação alimentar, hipertensão, diabetes, caminhada e lian gong. Para saber qual grupo é oferecido perto da sua casa, o interessado deve procurar a Unidade mais próxima.

Continuidade
Em outubro de 2015, a Prefeitura realizou mais de três mil exames de glicemia, acuidade visual e mapeamento de retina para hipertensos e diabéticos, Proradis, Fundo Social de Solidariedade (FSS) de Diadema.

Fonte: Abcdoabc

Social Media

Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×

Social media manager, digital influencer, blogueira, youtuber e redatora, ativista em saúde motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide há 7 anos, patient advocacy, mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!