Artroplastia do joelho devolve a qualidade de vida para pacientes com artrose

A artrose – lesão degenerativa do joelho – atinge um quinto da população mundial, sendo 40% das pessoas acima de 50 anos e, em 80% dos casos, pessoas acima de 65 anos.

No Brasil, pesquisas apontam que até 2050 o país terá 56 milhões de pessoas acima de 60 anos, sendo que 30% deles – entre 15 e 18 milhões de pessoas – serão diagnosticados com artrose do joelho.

Entre as principais causas de artrose do joelho estão traumas na juventude, excesso de peso, desgaste natural com o passar dos anos, doenças inflamatórias (reumatismos) e também condições de herança familiar.

“Em muitos casos, a artrose do joelho pode ser tratada, primeiramente, através de perda de peso, trabalho muscular, exercícios em academia e piscina, assim como o uso de medicações analgésicas e anti-inflamatórias”, conta o Dr. Rogério Fuchs, médico especialista em cirurgia do joelho.

No entanto, segundo o médico, existem muitos casos em que a artroplastia (prótese) do joelho é a melhor solução para devolver a qualidade de vida ao paciente.

“Especialmente no caso de pacientes acima de 60  anos, que não respondem ao tratamento conservador e permanecem com limitação nas suas atividades diárias, a artroplastia do joelho é um tratamento muito eficaz”, relata o especialista.

O que é artroplastia – A artroplastia (prótese) do joelho é uma cirurgia que substitui a superfície articular por uma prótese metálica e de polietileno.

Existem basicamente dois tipos de artroplastia do joelho, a total e a unicompartimental. Na artroplastia total do joelho, toda a superfície articular é trocada. Na artroplastia unicompartimental do joelho, apenas o lado afetado da articulação é substituído.

A durabilidade média de uma artroplastia total do joelho é de 15 a 20 anos e as taxas de complicações são muito baixas, em torno de 1% a 2%.

No entanto, de acordo com o Dr. Thiago Fuchs, cirurgião especializado em joelho e quadril, é necessário que haja a indicação correta por parte do médico, uma avaliação pré-operatória do estado clínico geral do paciente e que a cirurgia seja realizada por equipe bem treinada e capacitada. A escolha de hospital adequado, com os padrões nacionais e internacionais de qualidade, também contribui para o sucesso da cirurgia.

“Seguindo todos estes pré-requisitos a taxa de resultados satisfatórios para o paciente é de 90% a 95%, com grande alívio dos sintomas e melhoria da qualidade de vida, principal objetivo no tratamento destes pacientes”, garante Thiago Fuchs.

Caso de sucesso –  O administrador de empresas aposentado Fúlvio de Poli, de 74 anos, fez uma cirurgia no menisco há 40 anos. “Naquele tempo era comum retirarem toda a cartilagem do menisco, com isso ocorreu o desgaste do meu joelho. Comecei a ter problemas na bacia e na coluna e sentia muitas dores para andar”, conta Fúlvio.

Em fevereiro deste ano, o aposentado fez uma artroplastia total do joelho com o Dr. Rogerio Fuchs. Apenas três dias após a cirurgia, Fúlvio começou a fazer fisioterapia e hidroterapia.

“Três meses depois da cirurgia e eu não sinto mais dor alguma. Subo e desço escadas como se meu joelho estivesse novo. O Dr. Rogério foi importante, mas a minha determinação também ajudou para resultados ainda melhores. Estou muito satisfeito”, relatou Fúlvio.

VOCÊ SABIA? – O joelho é considerado a maior e mais complexa articulação do corpo humano. A articulação é composta por ossos (fêmur, tíbia e patela), cartilagem, ligamentos, meniscos e tendões. O joelho recebe altas cargas nas atividades diárias e esportivas, que podem levar a diversas alterações tanto nos mais jovens (lesões esportivas) como nos idosos (lesões degenerativas).

Fonte: Paraná Shop

Jornalista

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

×
Jornalista Grupar EncontrAR

Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!