Durante o tratamento de endometriose, descobri ter Artrite Reumatoide

Há pouco mais de 4 anos eu comecei a sentir leves dores nas articulações, no entanto não levei muito a sério porque achei que era um efeito colateral de um remédio chamado Zoladex (tratamento da endometriose), até cheguei a comentar com o médico que estava fazendo o meu tratamento de endometriose sobre essas dores, mas aí ele disse que eram realmente efeitos colaterais da medicação e que assim que eu terminasse de tomar essa medicação as dores com certeza diminuiriam.

Mas não foi isso que aconteceu, minhas dores foram aumentando e aumentando, resolvi procurar um clinico geral para expor o que eu sentia, o clínico me encaminhou para um reumatologista que solicitou um exame de sangue para averiguar se realmente tinha alguma coisa haver com reumatismo.

Quando os exames chegaram foi realmente possível diagnosticar a artrite, mas confesso a vocês que a frieza que este médico reumatologista tratou o meu problema me levou a decidir nem comprar o remédio que ele me receitou, pois não houve nenhum interesse dele em me explicar mais sobre a doença, e quando perguntei para ele qual seria o melhor tratamento para a doença, ele simplesmente me disse: “essa doença não tem cura, e só mesmo o remédio para amenizar a dor”.

Era nítida a pressa dele em atender o próximo paciente, e me descartar logo da sala dele. Por isso que já faz 7 meses que estou num dilema se compro ou não o ARCOXIA que ele me receitou, ou se tento um outro médico que me fale mais sobre a artrite, mas como dependo do SUS, não tenho muita escolha, pois se para poder conseguir este reumatologista demorou mais de um ano, agora irá demorar uns 2 anos ou mais, ainda mais agora com esta crise da saúde em todo Brasil.

Fui em busca do site de vocês para encontrar um apoio emocional, pois essa crise de dores tem tirado minha alegria, e parece que meu esposo pouco se importa, ou não consegue entender o grau da dor que sinto, pois pouco dá ouvidos quando exponho que estou sentindo fraqueza, desanimo e dor.

Quero dizer que não tem sido fácil conviver com estas crises de dores e que sem o tratamento adequado os dias tem sido mais difíceis ainda, tentarei nem que seja pagando uma consulta com um bom reumatologista aqui em Vitoria-ES, pois preciso urgentemente fazer algo por mim mesma. Aliás peço a vocês se caso tenham alguma indicação de algum reumatologista em Vitória – Es ou Colatina, que por favor me indiquem para que eu possa pelo menos tratar minha dor.

 Agradeço de coração ao blog por me ajudar a obter tantas informações importantes para artrite. Continuarei acompanhando o blog, pois tem me ajudado muito a lidar com este problema que descobri há apenas 7 meses.

Me chamo Márcia Cristina Ramos Moreira, tenho 46 anos, moro em Laranja da Terra – ES, convivo com a artrite reumatoide há 4 anos, atualmente exerço minha profissão de sapateira.

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

Escreva a sua história no formulário eletrônico  (click no link) “Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/

Jornalista
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
×
Jornalista Grupar EncontrAR
Jornalista, motivada pelo diagnóstico de artrite reumatoide aos 26 anos, “Patient Advocacy”, Arthritis Consumer, presidente do Grupo EncontrAR, vice-presidente do Grupar-RP, idealizadora dos Blogueiros da Saúde, eterna mobilizadora social em prol da qualidade de vida das pessoas com doenças crônicas no Brasil.
Anúncios

Comentário

comentários

Olá, deixe um comentário!