Depoimentos

Vamos Viver um dia após o outro com força, foco e fé

Descobri que era artrite reumatóide tem uns 8 anos pois a princípio os médicos falaram que era febre reumática, lúpus e somente após nascer meu segundo filho em 2016 que conseguiram diagnosticar que era somente artrite Reumatóide.
.
Os sintomas começaram mesmo em 2004 quando meu primeiro filho estava com dois aninhos… Eu não conseguia levantar e tinha febre, na época não tinha um plano de saúde, então era tudo mais difícil.
.
O tratamento comecei mesmo em 2013 quando casei e entrei para o plano de saúde do meu esposo. E comecei me tratar com biológicos em 2016 após meu filho nascer tive que as pressas entrar com o biológico.
.
Hoje possuo deformidade nas duas mãos e começando no tornozelo pelo tratramento tardio… Perto do que eu estava de dor, hoje estou melhor, mas ainda não do jeito que eu queria estar, pois vejo nesses grupos falando de remissão que a pessoa não sente mais dor, e sonho com isso. Pois tenho uma dorzinha ou outra todas tardes.
.
Tomo humira atualmente mas estou trocando por outro mais atual.
Trabalho em um escritório, ainda não me atrapalha a digitar, as vezes tenho câimbras nas mãos, mas já fui no ortopedista para verificar se não é síndrome do túnel do carpo pois estou dando choque também.
.
Vivo cansada e gostava muito de dançar, hoje não consigo fazer mais nada, adorava andar de salto,hoje não consigo mais usar.
.
Mas ainda sim sou grata por estar viva, Mesmo as vezes tendo umas baixas, pois as vezes fico deprimida com isso tudo.
.
Quero que minha família se compadeça da minha dor, mas sinto que estou sendo dramática, pois eles não entendem. Antes tudo que falavam pra eu fazer eu fazia, toma geleia de pé de frango, toma isso toma aquilo.. hoje não faço mais isso.
.
Faço o que acho que será melhor e o que eu gosto. Mas tenho dois filhos lindos um de 18 e um de 4. Sou casada com o pai do meu caçula de 4 anos. E apesar dele não entender o meu problema, ele me ajuda um pouco, ele quem me aplica a Injeção e quando estou totalmente travada, ele me leva no hospital.
.
E é assim minha vida…. Tenho esperança das minhas mãos desentortar, tenho esperança da dor passar e chegar na remissão da AR. E sou grata por tudo o que tenho até hoje, meus filhos, família e amigos.
.
Meu conselho para vocês é buscar saber do diagnóstico o quanto antes não só por um especialista, para não ter deformidade. E procurar não só reumato, procurar uma nutricionista para ver alimentação, um ortopedista e um cardiologista, a artrite não se restringe só  ao reunato, tem outros fatores com a artrite.
.

Meu nome é Midori, tenho 38 anos, sou Encarregada departamento de legalização e moro no Mauá-SP!

Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link https://www.surveymonkey.com/r/depoimentoBlogAR

Doe a sua história!❤

#Depoimento

Related posts

Nunca desisti de viver

Priscila Torres

Muita força! Viver um dia de cada vez!

Priscila Torres

Um diagnóstico e um presente de Deus

Priscila Torres
Loading...