Vamos aproveitar aquele dia que podemos estar um pouquinho melhor e fazer dele inesquecível.

Um belo dia eu estava trabalhando correndo com todas as coisas de trabalho e mais os afazeres domésticos, quando percebi que sentia dores nos pés, braços e mãos. Fiquei assim por alguns dias com muita dor. Nessa época eu tinha 27 anos e percebi que necessitava de fazer um check-up na saúde. Já tinha uma filha de 3 aninhos. Fui em vários médicos e descobri essa doença ,artrite reumatoide.

No começo não me dava conta da tal gravidade que era a AR. Mas fui tratando e conheci uma médica maravilhosa Dr. Maize. Ela tratava a minha doença e me ajudava em questões emocionais, era como “psicóloga” me ajudou muito. Em um certo momento da minha vida fiquei sozinha, sem forças para trabalhar e até mesmo para pagar por uma consulta com essa médica. Algumas vezes ela me atendeu sem cobrar nada. Passei por uma separação difícil e Deus por sua misericórdia me trouxe uma pessoa e que hoje é meu esposo e meu ajudador.

Me casei, na época eu estava muito inchada, por causa dos corticoides e o biológico humira e o tão assombrado MTX. Minha situação só eu e Deus, sabia. Eu mancava muito, os braços doíam. Nessa época na descoberta da doença, eu era muito vaidosa, me arrumava muito e tinha um corpo perfeito. E com a chegada da doença comecei a engordar e isso me deixou sem auto estima.

Quando me casei, já estava bem acima do meu peso e depois de um tempo engravidei. Tive um parto de alto risco não pela doença, mas porque tive eclâmpsia, minha filha nasceu pré matura. Parei com o tratamento e fiquei 5 anos sem me tratar, tomava apenas os anti-inflamatórios. Hoje estou tentando retornar ao tratamento da artrite reumatoide.

Me encontro com minha auto estima muito baixa. Estou bem acima do meu peso sinto muita falta de ar quando ando e muita fraqueza. Quando fico assim me sinto inútil por não conseguir fazer minhas coisas básicas e quando consigo fazer, fico por vários dias me sentindo mal. Hoje se eu pudesse escolher algo, escolheria ter minha saúde de volta e minha auto estima.

Entre um dia e outro, estou tentando achar uma motivação para continuar. Essa sou eu com AR! Mesmo sabendo dos altos e baixos que vivenciamos tendo essa doença, vamos aproveitar aquele dia que podemos estar um pouquinho melhor e fazer dele inesquecível.

Meu nome é Gisele.

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://ow.ly/gGra50nFGJp

Doe a sua história!❤

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: