Uma pitada de bom humor melhora a vida e a saúde

“É melhor ser alegre que ser triste, alegria é a melhor coisa que existe”, já dizia Vinicius de Moraes em Samba da Bênção. Se você bem conhece esses versos, sabe que o ritmo e o contentamento com que o cantor os entoa chegam a ser contagiantes. Assim, como a própria felicidade deveria ser: um bem altamente transmissível.

Mas, e você tem se permitido sentir essa emoção? A gente sabe que as vezes é difícil enxergar a vida de uma perspectiva otimista. Afinal, a realidade é muito diferente de um comercial de margarina. Contudo, ainda é possível aprender a ver o lado bom das coisas em meio a tantas insatisfações e dificuldades do dia-a-dia.

O conselho parece batido, papo de autoajuda. Porém, hoje toda essa prosa já é comprovada cientificamente. O ato de rir além de ajudar a levar uma vida mais leve e equilibrada, também é benéfica à saúde. Para os cientistas, inclusive, estar de bom humor é um sinal de que o corpo está bem.

Hormônios em dia

Uma pessoa bem-humorada sofre menos porque produz endorfina, um hormônio que ajuda o organismo a relaxar. Como consequência, quanto maior a produção de endorfina, maior a possibilidade do indivíduo se manter disposto e alegre. O mais interessante é que esse fenômeno é nomeado como um ciclo virtuoso, pois trata-se de um círculo de acontecimentos positivos.

A endorfina também é uma substância responsável pelo controle da pressão sanguínea, bem como pela melhoria do sono, do sistema imunológico e do desempenho sexual.

Rir aumenta a tolerância à dor

Além de ser um excelente antídoto contra o estresse, a alegria também aumenta a capacidade de resistir à dor, isso graças à endorfina também. Por isso que a risoterapia tem sido tão utilizada como uma aliada no tratamento de doenças.

Esse trabalho tem um impacto positivo tanto na rotina dos pacientes, como dos profissionais e serviços de saúde. Pois o sentimento de felicidade aumenta a empatia (a habilidade de se colocar no outro) entre os envolvidos, tornando melhor a condição clínica.

Já as crianças que passam a receber a visita dos Doutores da Alegria, os especialistas notam que elas comem melhor, movimentam-se mais e são mais receptivas quando precisam passar por procedimentos médicos.

Ser feliz é uma condição aprendida

Mas, é evidente que não dá para ser bem-humorado 24 horas por dia, 7 dias na semana… Nem todos os dias são bons e é preciso driblar os pensamentos negativos. Nesses momentos, reflita sobre o que te aflige. Pondere as tristezas e as preocupações. E determine a si mesmo que qualquer que seja o sofrimento que o abata, terá hora marcada para ir embora.

Claro que nada muda como num passe de mágica, no entanto, essa é a delicada diferença de quem aprende mesmo com as amarguras da vida a ser feliz. É observar em meio ao caos que a esperança e a felicidade colocam em ordem tudo que estiver fora do lugar. No final das contas, ser otimista vale muito a pena!

Então que tal levar essa meta para 2018? Nós, do Qual Farmácia, desejamos que todos possam descobrir bons motivos para sorrir nessa jornada que é a vida. Porque é como dizem: “A felicidade está no caminho e não no final”.

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));