Uma doença chamada gota

O que é? 

Uma das diversas doenças reumáticas, a gota é um quadro inflamatório que acomete as nossas articulações. Ela é provocada pelo acúmulo excessivo de ácido úrico que se precipita em forma de cristais. 

O ácido úrico 

Trata-se do produto final das reações da purina, substância advinda da digestão de proteínas e que está presente em alimentos como carnes, bebidas alcoólicas, leguminosos e frutos do mar. 

Como o quadro se forma 

Degradamos o ácido úrico com a enzima uricase e o eliminamos por meio da urina. Se a enzima não funciona, o ácido pode se concentrar, na forma de cristais, nas articulações, causando artrite, e também nos rins, formando cálculos renais ou nefrites. Esses quadros são responsáveis pelos sintomas. 

Quais os sintomas?  

A artrite é a manifestação mais comum da gota. Caracteriza-se por uma dor aguda, que chega sem dar avisos). Além dela, a doença também provoca: 

  • Inchaço nas articulações
  • Vermelhidão
  • Dificuldade de realizar movimentos

E o tratamento? 

Em meio às crises, a doença costuma ser tratada à base de medicamentos anti-inflamatórios e de uma substância que mascara a presença do ácido úrico, a colchicina. Posteriormente, utilizam-se medicamentos que diminuem a produção do ácido úrico. 

O que leva à doença

 

  • Predisposição familiar
  • Consumo excessivo de álcool
  • Desidratação
  • Ingestão de carne vermelha em abundância
  • Concomitância de outras doenças, como diabetes, obesidade, colesterol e triglicerídeos elevados
  • Abuso de diuréticos e aspirinas

A prevenção 

Reinventar-se quanto ao estilo de vida é a principal dica dos médicos. É preciso, portanto:

  •  Hidratar-se constantemente
  • Ter uma dieta balanceada com quantidade moderada de carnes vermelhas
  • Fazer exercícios físicos
  • Não exagerar no consumo de bebidas alcoólicas

Onde é mais comum? 

Principalmente nos membros inferiores:

  • Hálux (o popular dedão do pé)
  • Dorso do pé
  • Tornozelo
  • Joelho

Quem tem? 

As primeiras crises de gota são mais comuns em homens jovens, a partir dos 20 anos. O quadro é raro em mulheres.  

Bem mais do que Reis  

A gota foi descrita pela primeira vez por Hipócrates, o “pai da medicina”, na Grécia antiga. Grande parte de seus pacientes eram nobres, por isso, o quadro ficou conhecido como a “Doença dos Reis”. Porém, essa nomenclatura gera controvérsias entre os médicos. Muitas pessoas de classes mais baixas poderiam sofrer da doença, mas não tiveram seus casos documentados devido à própria condição social.  

Gaucha ZH

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Relacionados

Saúde avalia proposta de incorporação do nusinersena para AME dos tipos 2 e 3

Pela primeira vez desde a criação da Conitec, pasta vai convocar audiência pública para ouvir sociedade civil sobre incorporação, pelo SUS, de medicamento para...

Apesar das frustrações, mantenho a Fé em Deus!

Tudo começou a alguns anos atrás. Eu estava na metade do curso de graduação em Medicina Veterinária e estava tendo um surto de Zika...

Único tratamento biológico para adultos com Nefrite Lúpica ativa é aprovado pela ANVISA

Estudo clínico (BLISS-LN), que incluiu pacientes brasileiros, demonstrou que indivíduos tratados com Benlysta®, da farmacêutica GSK, tiveram 74% mais chances de alcançar a resposta...