Um depoimento abriu meus olhos para procurar ajuda

Desde a minha adolescência eu sofria com dores pelo corpo, na cabeça e atrás do olhos. Passei por vários especialistas, principalmente ortopedistas e neurologistas e nunca tive um diagnóstico que fizesse eu me sentir melhor. Toda vez que ia ao médico me medicavam como se eu tivesse tendinite, as dores passavam por uns 15 dias, após isso as dores voltavam.

Fui encaminhada para acupuntura e fiz por seis meses, as dores amenizavam mas era uma coisa momentânea e não durava muito tempo. Tomava muitos remédios para dor forte que tinha apenas de um lado da cabeça e corria para a frente da testa abrangindo o olho também, fora o desconforto no peito e batimentos cardíacos acelerados. Até que vi em uma entrevista de uma moça para o Teleton que ela relatava exatamente o que eu também sentia e que ela descobriu que tinha artrite reumatoide e se tratava na AACD, ela tinha procurado um reumatologista. Foi nesse momento que abriu os meus olhos para procurar por conta própria um reumatologista.

Minhas articulações doíam muito, principalmente os dedos das mãos e dos pés, ombros, cotovelos e maxilar. Todos inchados e vermelhos. Eu não consegui passar em um reumatologista pelo SUS, a espera foi de muito tempo, então resolvi pagar um convênio familiar mais barato, e me tratei por todos esses anos. Fui diagnosticada com AR há mais ou menos 5 anos, através de um exame de sangue, depois de começar a medicação as dores sumiram os desconfortos também, elas agora estão mais controladas, tenho crises mas são muito mais suportáveis, antes não penteava os cabelos, não amarravam os cadarços, mal conseguia andar sozinha, somente com muleta, estava desesperada pensando que nunca mais ia poder andar, correr, viver normalmente e pior ainda não saber o que está acontecendo com você.

Hoje estou sem passar tantos problemas, vivo relativamente bem, consigo trabalhar e conviver bem com a doença. Sei que a cura não será realizada, mas trata-la já é uma ótima saída.

Me chamo Eliene Cristina Pedroso, tenho 34 anos, convivo com a artrite reumatoide há 5 anos, sou professora de educação infantil e pedagoga, moro em Guarulhos – SP.

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.