Síndrome de Sjögren afeta olhos e boca

Dificuldades para ler, usar lentes de contato, problemas dentários, como é o caso do aparecimento de cáries e ainda retração das gengivas – estas são algumas das consequências da secura dos olhos e da boca, que estão entre os sintomas da Síndrome de Sjögren. “É uma doença reumática crônica em que o sistema imunitário ataca sobretudo as glândulas salivares e lacrimais. Mas dá também dores articulares e, por vezes, musculares.

É ainda comum a fadiga, sem qualquer causa aparente”, explica ao CM Vasco Romão, médico no serviço de reumatologia do Hospital de Santa Maria, em Lisboa. Para o diagnóstico são tidos em conta episódios do passado que, à partida, os doentes nem associam, como o inchaço das glândulas salivares. São ainda feitas análises ao sangue, ecografias e biopsias. “O diagnóstico deve ser feito pelo reumatologista mas a suspeita para esta síndrome pode até partir de outro médico que acompanhe o doente pelo olho seco ou então, por exemplo, pelo excesso de cáries”, afirma Vasco Romão. É essencial a coordenação entre várias especialidades – reumatologia, oftalmologia e estomatologia – para o tratamento mais adequado.

“Tive até de parar de dar aulas” Rosário Morujão, professora universitária em Coimbra, chegou a meter baixa médica devido à secura da boca – “falar muitas horas tornou-se um problema, recorria a saliva artificial e a dada altura tive mesmo de parar”, recorda. A docente, de 52 anos, foi diagnosticada com Síndrome de Sjögren em 2009 e, além da boca, também se queixa dos olhos. “É uma sensação de areia. Antigamente dava aulas com quadros de giz e tive de pedir autorização para o fazer em salas que tivessem outros quadros porque isso só agravava o problema”, conta ao CM a também vice-presidente da Liga Portuguesa Contra as Doenças Reumáticas.

Rosário Morujão sofre ainda de dores e fadiga extrema.

“Qualidade de vida é afetada” CM: A qualidade de vida é afetada pela Síndrome de Sjögren?

–Vasco Romão, médico no serviço de reumatologia do Hosp. St. Maria: Sim. A fadiga afeta significativamente as pessoas na vida profissional, familiar e social. Os doentes sentem-se cansados mas isso não se vê e não tem causa aparente, por isso, é incompreendido. Em alguns casos, pode levar a baixas médicas ou até ao desemprego.

– Como é que é feito o tratamento?

– Usa-se gotas para os olhos e saliva artificial para a boca. Existem também comprimidos para aumentar a produção da lágrima e da saliva, assim como para tratar as queixas articulares e musculares. No entanto, não há medicamentos criados de raiz para tratar a Síndrome de Sjögren. Para a fadiga, é recomendado o exercício físico.

– O que causa esta doença?

– Não sabemos ao certo o que é que origina o processo de desregulação do sistema imunitário. Nem sequer conseguimos fazer nada ao nível da prevenção. No entanto, há algumas teorias que apontam para causas hormonais e genéticas.

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/sociedade/detalhe/sindrome-de-sjgren-afeta-olhos-e-boca

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));