Notícias

Rinite, o que fazer para evitar crises?

A rinite tem como principais sintomas o nariz tampado, coriza, espirros e coceira. Estes sintomas ocorrem em maior ou menor intensidade além de poderem ou não estar presentes durante as crises.

Dra. Maura Neves Otorrinolaringologista da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial – ABORL-CCF explica que o tratamento das rinites é feito através do uso de medicações. Porém, usar o remédio e não evitar a causa da alergia possivelmente não resolverá os sintomas da rinite. São necessárias, além dos medicamentos, mudanças de comportamento e mudanças em casa. Este conjunto de medidas é chamado de Higiene Ambiental e ajuda bastante o controle da rinite. A médica cita dicas para manter o ambiente limpo e evitar a rinite:

  • Sono Bom – Para o sono ser bom nada como respirar bem! Dessa maneira, o quarto de quem tem rinite deve:

• Ser bem ventilado e ensolarado;

• Não usar travesseiro e colchão de pena: prefira os de espuma, fibra ou látex, sempre que possível envoltos em material plástico (vinil) ou em capas impermeáveis aos ácaros;

• Limpar o estrado da cama ao menos duas vezes por mês;

• Trocar e lavar roupas de cama e cobertores regularmente com detergente e a altas temperaturas (>55ºC). Secá-las ao sol ou ar quente;

• Evitar tapetes, carpetes, cortinas e almofadões. Dar preferência a pisos laváveis (cerâmica, vinil e madeira) e cortinas do tipo persianas ou de material que possa ser limpo com pano úmido;

• Deixar camas e berços afastados da parede. Caso não seja possível, coloque-a junto à parede sem marcas de umidade ou a mais ensolarada;

• Evitar bichos de pelúcia, estantes de livros, revistas, caixas de papelão ou qualquer outro local onde possam ocorrer acumulo de poeira e ácaros. Substitua-os por brinquedos de tecido para que possam ser lavados com frequência;

• Não ter mofo e umidade: solução diluída de água sanitária pode ser aplicada nos locais mofados até a resolução do problema.

  • Faxina na casa – A limpeza da casa pode se tornar um fator causal de crises de rinite. Para que isso não aconteça o ideal é:

• Evitar o uso de vassouras, espanadores e aspiradores de pó comuns. Isto faz com que o pó se espalhe no ar o que piora a rinite;

• Utilize pano úmido diariamente na casa ou use aspiradores de pó com filtros especiais (HEPA) 2x/semana. Além disso, o alérgico não deve estar em casa enquanto se faz a limpeza;

• Dar preferência às pastas e sabões em pó para limpeza de banheiro e cozinha. Evitar talcos, perfumes, desodorantes, principalmente na forma de sprays.

  • Animais de estimação – Não é rara a rinite ser causada por pelos de animais como cães e gatos. Nestes casos o melhor é:

• Evitar que os animais entrem no quarto do alérgico (especialmente na cama);

• Se for impossível, restringir o animal a uma única área da casa e utilizar purificadores HEPA no quarto.

Outras dicas para reduzir a rinite

• Não fumar e nem deixar que fumem dentro da casa e do automóvel;

• Evite banhos extremamente quentes e oscilação brusca de temperatura;

• Pratique esportes ao ar livre, evitando-se dias com alta exposição aos poluentes em determinadas áreas;

• Manter os filtros dos aparelhos de ar condicionado sempre limpos ( de casa e do carro!) Se possível limpe-os mensalmente. Lembrar que o ar condicionado é seco e pode ser irritante;

• Lave sempre o nariz com solução fisiológica 0,9%: a lavagem deve ser feita ao menos 2x ao dia para prevenir as crises de rinite!

Dra. Maura Neves – Otorrinolaringologista formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – USP, residência médica em Otorrinolaringologia no Hospital das Clinicas Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – USP, Fellowship em Cirurgia Endoscópica Nasal no Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – USP, Título de especialista pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial – ABORL-CCF, Doutorado pelo Departamento de Otorrinolaringologia do Hospital das Clinicas Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – USP

Sobre a Clínica MEDPRIMUS – Acolher os pacientes com tratamentos multiprofissionais, para proporcionar bem-estar é o lema do corpo clinico MEDPRIMUS. Dessa forma, preza pelo atendimento personalizado que supre a todas as expectativas do cliente/paciente, gerando confiança e criando vínculo com o paciente. Bem localizada, a Clinica esta na Região de Moema São Paulo, com ótima infraestrutura e tecnologia. http://www.medprimus.com.br.

Fonte: Assessoria de Imprensa. 

Artigos Relacionados

Como sair do sedentarismo e ter uma coluna mais saudável, veja dicas

Priscila Torres

Alimentação com pouca proteína ajuda no tratamento da gota

Priscila Torres

Dor após infeção por herpes-zóster: O que pode ser?

Priscila Torres
Loading...