Quatro problemas de saúde que andam de ‘mão dada’ com a psoríase

A psoríase é uma doença crônica da pele, não contagiosa, que pode surgir em qualquer idade. O seu aspeto, extensão, evolução e gravidade, como diz o site POS Portugal, são muito variáveis, caracterizando-se, geralmente, pelo aparecimento de lesões vermelhas, espessas e descamativas, que afetam preferencialmente os cotovelos, joelhos, região lombar e couro cabeludo.

Embora a psoríase atue diretamente na pele, afetando a qualidade de vida da pessoa, esta doença pode ser tanto uma consequência como um trampolim para o aparecimento de outras condições de saúde, como diz o site da revista Prevention.

No caso da Diabetes tipo 2, esta condição pode impulsionar a psoríase. De acordo com a revista, as pessoas com esta doença de estilo de vida são 50% mais propensas a ter o problema de pele do que aquelas que não sofrem da condição, como indicou um estudo dinamarquês.

Também a osteoporose está diretamente ligada à psoríase. Um estudo espanhol revelou que as pessoas com a pele inflamada têm também ossos mais frágeis e um estudo italiano indicou que as pessoas com psoríase têm uma densidade óssea menor, duas conclusões que reforçam a ligação entre o problema de pele e a fraqueza óssea.

No caso das mulheres, diz a publicação, a psoríase pode ser ainda causa de doenças inflamatórias do intestino, como a doença de Crohn e a colite ulcerosa. A causa, garante um estudo da Universidade de Oxford, está na genética das pessoas.

Por fim, mas não menos importante – até porque é uma das consequências mais comuns – está a depressão, uma condição que pode ser desencadeada por esta doença crônica de pele e que resulta do desconforto com o próprio corpo, mas também do estigma social que ainda existe, uma vez que muitas pessoas ainda acreditam que a psoríase é contagiosa.

Fonte: Noticias ao minuto

Comentários
if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: