Notícias

Prática de Pilates pode aumentar a flexibilidade corporal e a qualidade respiratória

Buscar o equilíbrio entre a mente e o corpo é um dos principais objetivos da maioria das pessoas. Esse também é, certamente, um dos mais desafiadores propósitos

O equilíbrio mental e corporal é ainda mais dificultado quando existem fatores limitantes, como tempo e a saúde. Existe, no entanto, uma atividade centenária que promete oferecer uma solução para esse problema: o Pilates.

Essa é uma prática conhecida como um dos mais completos exercícios físicos, uma vez que proporciona condicionamento e pode ser praticada quase sem restrições, colecionando seguidores desde os praticantes mais casuais até os entusiastas de vida saudável.

O Pilates

Batizado em homenagem ao criador, Joseph Pilates, a prática nada mais é do que um método de exercícios que tem por objetivo fortalecer os músculos da região abdominal e devolver a abrangência de movimentos, sobretudo em articulações.

O Pilates, que inicialmente foi conhecido como contrologia, também tem como papel fornecer uma reeducação de movimentos, permitindo um maior controle da postura, mais consciência sobre o corpo e uma melhora geral na qualidade de vida.

Um dos pilares da prática de Pilates é o controle mental. Por isso, esse é um exercício conhecido por fortalecer não só a estrutura física do corpo, mas também proporcionar um maior equilíbrio emocional.

Apesar de ser um exercício aprazível, ele não deve ser confundido com uma atividade física leve. A prática de Pilates é muito conhecida por ajudar atletas de alto rendimento a manter a força e flexibilidade.

A prática de Pilates é altamente democrática, sendo indicada para idosos, pessoas com lesões e doenças crônicas e também para atletas e interessados em fortalecer a musculatura de maneira eficiente.

Variedade nos exercícios

Ainda que o Pilates possa utilizar aparelhos e outros elementos, a maioria dos exercícios ocorre em posição de repouso, com o paciente sentado ou deitado. Ao todo, são mais de 500 exercícios diferentes. O praticante de Pilates, portanto, dificilmente se verá entediado durante a prática, mesmo após períodos prolongados.

Fortalecimento do corpo e da mente

Dentre os benefícios proporcionados pela prática, os mais comuns são o fortalecimento da musculatura e o aumento da concentração. O Pilates também é conhecido por ajudar no relaxamento muscular e até mesmo auxiliar na recuperação pós-natal.

Terceira idade

Idosos, principalmente aqueles que sofrem de artrose ou outras doenças da articulação, também se beneficiam enormemente. Por ajudar no fortalecimento, o Pilates também contribui para prevenção de fraturas e quedas e gera um aumento da qualidade de vida.

Melhoria da postura

No geral, o Pilates também ajuda na construção de uma postura mais adequada, amenizando dores na região lombar e precavendo o surgimento de problemas na área.

Para aqueles interessados em dar os primeiros passos na prática de Pilates, é muito importante contar com a orientação de um fisioterapeuta especialista a fim de que os benefícios possam ser aproveitados ao máximo.

Fonte:Terra.

Artigos Relacionados

Pesquisadores da UFMG investigam novas aplicações terapêuticas do guaraná

Priscila Torres

Osteoporose e Menopausa: Como funciona esta relação?

Dra. Aline Chiari -

Estudo com 17 milhões de pessoas aponta fatores de risco para a Covid-19

Priscila Torres