Portugal – Braçadas solidárias pela espondilite anquilosante

Com o objetivo de ajudar a divulgar uma doença que afeta cerca de 50 mil portugueses, a piscina da Ameixoeira recebeu no último fim de semana a primeira edição do Torneio de Natação da Associação Nacional de Espondilite Anquilosante (ANEA), que juntou atletas de Sporting, FC Porto, Benfica, Sp. Braga (entre outros clubes) e nadadores afetados por aquela doença. Numa iniciativa onde o caráter solidário foi o mais importante, houve ainda o incentivo à prática de exercício físico, como forma de ajudar a reduzir o impacto dos sintomas.

Alexis Santos, nadador olímpico e capitão da Seleção Nacional, foi um dos presentes. “Mal o Sporting me falou desta iniciativa nem hesitei e aceitei logo. Nesta fase da minha carreira, participar nestes eventos também faz parte das minhas responsabilidades e quero ajudar. Deixa-me bastante orgulhoso e satisfeito”, começou por contar Alexis, destacando os benefícios da modalidade. “Comecei a praticar natação porque o meu médico disse que era o desporto mais completo de todos. Iniciei a minha atividade na piscina principalmente devido à saúde, mas depois as coisas acabaram por evoluir muito rápido”, prosseguiu o atleta. “A natação é excelente para quem quer que seja. Acho que temos todos a ganhar em participar nestas iniciativas. Foi um dia inesquecível, quer para mim quer para todos os atletas”, concluiu.

Sofia Fernandes, capitã do Sp. Braga, também marcou presença e contou-nos a experiência. “Aceitei logo vir, até porque não costumamos participar em muitas iniciativas solidárias como esta. Não conhecia bem esta doença, por isso penso que esta ação foi boa para divulgar este problema que afeta muita gente e que esta modalidade pode ajudar a diminuir os sintomas. É mais uma prova que a natação é um desporto muito completo. O convívio entre todos os nadadores foi outro papel importante nesta iniciativa. Nós, atletas de competição, como encaramos com muita seriedade as nossas provas, por vezes estamos sempre focados e nervosos, que nem sempre temos a oportunidade de desfrutar do convívio. Foi uma experiência diferente. Valeu mesmo a pena!”, frisou.

“Não deixar as dores vencer”

Tiago Fernandes, um dos atletas da ANEA, deu também o seu testemunho, garantindo que as expectativas foram mesmo superadas. “Foi muito bom ver pessoas com espondilite motivadas em torno de uma causa e de uma modalidade. Foi uma excelente iniciativa, para mostrar a todas as pessoas com esta doença e outras patologias que podem e devem praticar exercício físico e não deixar as dores vencer. Mais uma vez ficou demonstrado que natação faz bem a qualquer pessoa, quer tenha problemas reumáticos ou não, e que melhora a qualidade de vida”, sublinhou o nadador.

Sara Oliveira realça “papel social”

Habituada aos grandes palcos, Sara Oliveira, antiga atleta do FC Porto que representou Portugal em vários Jogos Olímpicos, foi uma das figuras presentes, tendo destacado o papel social desta iniciativa. “Acho que é importante participar neste evento, porque esta doença precisa de ser comunicada e divulgada para que todos estejam mais atentos e mobilizados para o tratamento. Nós, atletas, queremos ajudar nesta causa. É mais um exemplo como a natação pode ter grandes benefícios para a saúde. Esta modalidade é essencial, quer no plano desportivo quer no social”, lembrou.

O que é a Espondilite Anquilosante?

É uma doença inflamatória crónica que afeta principalmente as articulações da coluna vertebral, podendo resultar na perda de mobilidade.

Ginásio Vila Real fica com o ouro 

Cerca de uma dezena de clubes de natação associaram-se a este torneio. Todos juntos, os atletas mostraram que a modalidade tem um forte impacto na qualidade de vida dos doentes com Espondilite Anquilosante, mais debilitados no que diz respeito à mobilidade.

A parte desportiva era o que menos importava mas, como curiosidade, a equipa vencedora acabou por ser o Ginásio Clube de Vila Real, representada pela atleta federada Ana Sofia Leite, além de Joana Mil Homens e Fátima Falua, que sofrem com a referida doença. O Benfica ficou em 2º e o Sp. Braga completou o pódio.

Para Pedro Ryder, vice-presidente da Associação Nacional de Espondilite Anquilosante, esta iniciativa foi um sucesso. “A ideia foi dar conhecimento sobre esta doença através do desporto. Nada melhor que a natação e com um torneio com equipas importantes. Queremos demonstrar que a melhor forma de lidar com este problema é o desporto, sobretudo a natação, porque podemos exercitar o corpo num ambiente aquático sem fazer esforço nem impacto”, sublinhou o dirigente.

Fonte: https://www.record.pt/record-mais/detalhe/bracadas-solidarias.html

Comentários
if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: