Para um guerreiro, não existe o impossível.Não desista!

Tudo começou quando eu tinha 12 anos, de repente passei a ter febres de 40º, minha mãe correu comigo para o hospital, passei por 3 hospitais até descobrirem que era artrite idiopática juvenil.

Iniciamos o tratamento e parecia tudo bem, as crises vinham, ficavam de 1 a 2 meses e passavam. Até que há 2 anos, quando eu tinha 22 anos, veio uma crise muito forte, eu não conseguia andar, entrei em uma depressão intensa, anemia profunda e o médico disse que precisaria colocar prótese no quadril, chorei muito.

Hoje estou melhor, estou me cuidando e lutando muito, o importante é não desistir, que Deus ajuda com o resto que falta.

Maurine, 25 anos, convive com artrite reumatoide e osteoartrite há 14 anos e mora no Distrito Federal.

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença! É super simples, basta preencher o formulário no link:https://goo.gl/UwaJQ4
Doe a sua história!

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Relacionados

Planejar aposentadoria fica ainda mais difícil na pandemia

Trabalhador deve conhecer sua vida contributiva e as regras da Previdência antes do pedido A pandemia de Covid-19, a crise econômica e a reforma da...

Procure conhecer tudo à respeito da sua doença e como você pode se ajudar! E acima de tudo, nunca desista!

No final de 2015, tive uma febre tão alta que me debatia na cama. Depois disso, não conseguia mais escovar dentes, pentear os cabelos,...

Live irá debater a falta de medicamentos nas Farmácias de Alto Custo

ReumaLive: Direitos dos Pacientes: Assistência Farmacêutica Em dezembro de 2020, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), emitiu um documento em que foi declarado...