Depoimentos Notícias

Paciência e persistência

Comecei a sentir dores nos joelhos quando tinha 16 anos, doíam muito e ficavam inchados.

Depois de idas e vindas ao ortopedistas, fui diagnosticada com plica patelar. Anos de fisioterapia, medicação e melhorou um pouco.

Sentia muita dor de cabeça também, claridade me incomodava, mas o médico dizia que era da miopia. Alguns anos depois comecei a sentir uma dor no corpo, no pescoço ,não dei muita atenção pois passava o dia na universidade.

Fui vivendo assim até que certo tempo depois já formada, trabalhando, fiquei com o pescoço travado e todo duro, doendo muito, fui direto pra emergência, quem me atendeu foi uma reumatologista que estava de plantão.

A princípio tratou como torcicolo, mas recomendou exames e que eu retornasse a falar com ela depois de milhões de exames, outras internações vieram e diagnóstico de fibromialgia.

Depois disso comecei o tratamento, já fiz duas cirurgias na cervical e recentemente descobri artrite reumatoide nas mãos.

Meu nome é Luciana, tenho 36 anos, convivo com o diagnóstico de artrite reumatoide a 5 anos, sou estudante e moro no Piauí.

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://ow.ly/gGra50nFGJp

Doe a sua história!

#depoimento

Related posts

INSS quer nova MP para revisão de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez

Priscila Torres

Artrite reumatoide em Portugal: Um terço dos pacientes não sabe que tem a doença apesar dos sintomas

Priscila Torres

Unifan oferece consultas grátis de 12 especialidades em Aparecida de Goiânia

Priscila Torres
Loading...