Depoimentos Notícias

Paciência e determinação

Um dia acordei e fui escovar os dentes. De repente não conseguia segurar a escova de dentes pois a dor era insuportável. Achei estranho, pensei que poderia ter dado um mal jeito ou batido a mão em algum lugar. Logo após fui pentear os cabelos e não consegui segurar a escova de cabelo pois aquela dor insuportável havia voltado.

Ainda assim não dei muita importância. Os dias seguiram, os meses e as dores se tornaram constantes e intensas. Usei emplastros, anti-inflamatórios e analgésicos, mas nada passava aquela dor insuportável. A fadiga apareceu, a necessidade da ajuda dos outros apareceu, os olhares tortos apareceram achando que eu estava com preguiça e a cada dia eu me sentia cada vez pior.

Então começaram a aparecer caroços nas juntas dos dedos e manusear as mãos já era insuportável. Então minha mãe chegou pra mim e disse: “vou marcar um reumatologista pra você”. E foi assim, depois de fazer exames pra confirmar que descobri que era portadora de artrite reumatoide.

Hoje faço tratamento com eternecepte e metrotexato. As dores diminuíram, os caroços sumiram mas tem dias que acordo com mais dores e um pouco de rigidez nas mãos. É um dia dê cada vez, mas levo uma vida normal. O importante é não desistir do tratamento e fazer tudo certinho.

Meu nome é Carina, tenho 43 anos, convivo com o diagnóstico de artrite reumatoide a 2 anos, sou Psicóloga e moro em Brasília-DF.

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://ow.ly/gGra50nFGJp

Doe a sua história!

#depoimento

Related posts

Mulher com artrose em quadris tem direito a cirurgia

Priscila Torres

Rebeca Clozel Petrovcic

Priscila Torres

16ª Conferência Nacional de Saúde começa neste domingo

Priscila Torres
Loading...