Obesidade infantil traz riscos para a saúde adulta, aponta Ministério da Saúde

O número de crianças e adolescentes de cinco a 19 anos obesos em todo o mundo aumentou 10 vezes nas últimas quatro décadas. Quatro países das Américas, entre eles o Brasil, estão entre os 10 no ranking de obesidade mundial.
Segundo dados do Panorama da Segurança Alimentar e Nutricional, a cada ano, o número cresce em 3,6 milhões de pessoas, tornando a obesidade a maior ameaça nutricional na América Latina e no Caribe. Recentemente, o Ministério da Saúde alertou que crianças obesas têm mais chances de virar adultos obesos.

De acordo com o cirurgião endoscopista Helmut Poti, as políticas de estímulo ao hábito saudável devem aliar ações de alimentação e atividade física desde a infância. “Os pais precisam estar mais atentos nas alimentações das crianças, senão isso pode se transformar em um grande problema no futuro.

Observamos cada vez mais adultos obesos e com problemas de saúde, o que acarreta também em prováveis procedimentos futuros para reduzir o estômago”, disse.
A obesidade infantil é uma epidemia global, atingindo cerca de 40 milhões de crianças de 0 a 5 anos, que já sofrem com situação de sobrepeso, destacou a representante do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil, Florence Bauer, em último encontro que discutiu a problemática, em junho deste ano.

Redução em crianças, pode?

O cirurgião endoscopista Helmut Poti afirma que não é o mais adequado crianças realizarem procedimentos cirúrgicos, mas em certas ocasiões de casos extremos, as cirurgias e técnicas já podem ser consideradas opções. “Operações como o bypass gástrico podem ser utilizadas em casos mais críticos e encorajar pais a submeterem suas crianças aos procedimentos, a fim de afastá-las de um futuro com doenças graves decorrente da obesidade”, conclui.
Fonte: Assessoria de Imprensa – Helmut Poti – Capuchino Press

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Relacionados

Que tenhamos sempre Paciência e Fé em Deus!

Aos 24 anos, fui diagnosticada com psoríase, além das lesões, no corpo, que me deixavam deprimida pelo aspecto de feridas, que não cicatrizam, todas...

Pare de testar sua doença

Eu aposto que você já quis parar o remédio só para ver se não precisava mais dele. E se você fez isso, aposto que se...

Obesidade deve ser tratada com a mesma seriedade que a artrite reumatoide

A obesidade é uma doença que deve ser tratada, com a mesma seriedade que tratamos a artrite reumatoide. Convivo com AR há 15 anos...