O ruim não é ter AR, o ruim é nossos amigos e familiares não entenderem a doença

A primeira dor foi há 36 anos na mão esquerda, fui a farmácia comprei um analgésico e melhorou, após esse dia a dor vinha em partes diferentes do corpo, não sabia o que fazer, fui ao posto de saúde e falei com o médico, ele me mandou fazer uns exames todos bons, retornava no posto e nada, consultei até com ortopedista, foi quando um médico me mandou para um reumatologista.  Foi feito exame específicos e o reumato me informou que eu tinha AR, para mim que não sabia o que era AR tranquilo, o medico me mandou tomar metatrexate 6 comp. por semana, por 2 anos fiquei normal, diminuiu bastante as dores. Mas um belo dia nada mais fazia efeito, falei com o reumato e ele me prescreveu arava. Estou tomando a 12 dias e não observei nenhuma melhora, tipo agora mesmo estou com o dedo indicador direito que parece que vai explodir, dor e dor. O ruim não é ter AR o ruim mesmo é nossos amigos e familiares não entenderem a doença e as dores que nós sentimos. Você como eu que sofre de AR seja forte pois só os fortes que vão controlar sua doença e diga a todos que te rodeiam que que você tem AR e que esta doença é muito dolorosa mas você esta se tratando e lutando pela sua qualidade de vida.

Me chamo Alessandro Lima, convivo com a AR há 26 anos, moro na cidade de Alvorada – RS.

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Comentários
if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: