O que é a gota e como a alimentação pode ser uma aliada

A gota (ou gota úrica) é uma doença inflamatória comum em pessoas com elevados níveis de ácido úrico e que surge da resposta do organismo a cristais de monourato de sódio. Esta patologia afeta as articulações e pode fazer-se sentir de uma forma aguda (com crises de artrite) ou de forma crônica (quando tais cristais se ‘apoderam’ das articulações e promovem a sua destruição).

“A apresentação clássica da gota é a dor severa – normalmente numa única articulação e mais comummente no dedo grande do pé”, começa por explicar à revista Prevention a médica Bernadette Siaton, que destaca que esta doença tem um grande impacto na qualidade de vida não só pela dor aguda e intensa que provoca, como também por se fazer sentir de forma inesperada.

O tratamento desta doença passa, sobretudo, pela toma de fármacos corticóides e anti-inflamatórios, mas a alimentação pode ter um papel determinante na prevenção das crises e na diminuição da dor.

Enquanto a aposta numa alimentação saudável e variada é fundamental para a boa saúde de uma forma geral, a inclusão reforçada de alimentos com poder anti-inflamatório pode ser a chave do sucesso nos pacientes com gota, embora seja sempre importante consultar um médico e um nutricionista para perceber quais as opções alimentares que melhor se adaptam às necessidades de cada um.

No que diz respeito aos alimentos a evitar, existem uns quantos que devem ser riscados da lista de todo e qualquer paciente com gota. É o caso da carne vermelha, que possui altos valores de gorduras saturadas e tem uma vertente inflamatória que pode agravar as dores e a intensidade das crises. Além disso, destaca a publicação, as purinas presentes nesta proteína de origem animal pode aumentar o risco de contrair a doença. Também à boleia dos elevados níveis de purinas, o marisco é um outro alimento a evitar, especialmente o camarão e a lagosta.

Além de todo o mau impacto que o álcool tem no organismo, as purinas são também o motivo pelo qual as bebidas alcoólicas devem ser evitadas ao máximo, já os refrigerantes e sumos de pacote devem ser excluídos da alimentação diária por culpa da quantidade de açúcar que tem. A frutose está associada ao aumento dos níveis de ácido úrico, assim como os hidratos de carbono refinados presentes nos alimentos processados e nas refeições pré-confecionadas.

Apesar de ser um dos alimentos mais saudáveis de todos, os espargos devem ser riscados da lista de refeições de quem tem gota, pois contêm altos níveis de purinas, tal como os cogumelos e os espinafres.

Fonte: https://www.noticiasaominuto.com/lifestyle/948986/o-que-e-a-gota-e-como-a-alimentacao-pode-ser-uma-aliada

Anúncios

Comentário

comentários

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.