Depoimentos Notícias

O caminho não é fácil mais nunca irei desistir!

Façam o tratamento correto para poderem ter uma qualidade de vida melhor

Ola meu nome é Gabriela, fui diagnosticada com artrite reumatoide aos 12 anos. Dos 12 anos ate os 13 a artrite não me preocupava, pois eu não tinha noção do que era e não tinha muitas dores.

Aos 14 anos eu engravidei foi uma gravidez tranquila não tive complicações, assim que meu filho nasceu as dores começaram a aumentar, quando eu sentia dor chorava muito, mas não era frequentes, elas tinham temporada.

Assim meu filho fez 4 meses eu resolvi trabalhar na minha cidade que tem muitas confecções de jeans (onde se faz calca jeans, jaquetas, etc..) então aprendi a costurar. Passando mais quatro meses eu engravidei outra vez e junto com meu segundo filho a artrite veio e resolveu fazer tudo que ela não tinha feito ainda.

Veio as deformidades nas mãos, as dores insuportáveis… assim que passei por consulta já me transferiram para Unesp em Botucatu, lá eu teria que fazer o pré-natal e passar com reumatologista.

Ouvi tantos boatos que os remédios iriam fazer mal pro meu bebê que resolvi não tomar todos, somente o prednisona, 1 comprimido por dia ate que ele nascesse, senti muitas dores, mas fui forte porque ele não tinha culpa nenhuma de vir ao mundo.

Com 34 semanas semanas fiquei internada pois ele queria vir antes, consegui segura-lo por mais duas semanas, com 36 semanas ele veio ao mundo e como ele era lindo e perfeito!

Agora que estava tudo bem com ele, comecei a fazer o tratamento certo pois cada vez mais, estavam piorando as dores. Comecei com 2 comprimidos de prednisona de 5mg e 400mg de hidroxicloroquina, fiz uma vez de infiltração com corticoides nas juntas, mas nada resolvia, cada dia mais pior.

Até que depois, veio o metotrexato, sete comprimidos toda sexta, no outro dia mais 2 de acido fólico e nada melhorava. Somente depois de cinco anos quando descobri que estava grávida de novo, eu não acreditava… quase fiquei louca quando descobri, assim que passei no medico da firma ele me deu guia urgente pra ir para Unesp de novo pois eu engravidei usando metotrexato.

Quando fiz o primeiro ultrassom e vi que estava tudo perfeito, agradeci muito a deus e pedi a ele que protegesse minha gestação e me desse uma menina, pois apesar de ser meu sonho ter uma menina ele sabia das minhas capacidades e sabia que eu não teria condições de ter mais nenhum filho… E sim ele me escutou me deu uma princesa linda e perfeita.

As deformações pioraram, atacaram os tornozelos e eu sentia muita dor, mas muita dor mesmo… Com 34 semanas ela queria vir também, mas fiquei internada novamente e consegui segurar por mais 3 semanas.

Com 37 semanas ela nasceu linda, como eu agradeci a Deus… Hoje ela tem um 1 ano e 10 meses, é saudável assim como meus dois meninos.

Eu tenho muitas dores estou tomando 1ml de metotrexato subcutâneo, 3 comprimidos de 500mg de sulfassalazina duas vezes ao dia e tomo remédios para dores também (paracetamol, dor flex). Meu estomago não aguenta mais tantos remédios,  o metotrexato acaba comigo me da até depressão quando esta dando seus sintomas, já pensei em ate desistir de viver!

Mas quando olho pra minha menina, eu lembro que eu não posso desistir de nada, tenho que ser cada dia mais forte, eu trabalho em confecção ainda e chego “moída” em casa, com dores limpo minha casa, meu marido faz a janta eu dou banho e janta pra minha menina, coloco ela pra dormir… ai eu vou descansar.

Meus meninos graças a deus já sabem fazer a maioria das coisas sozinhos, só oro a Deus pra que eles sejam saudáveis e que se for pra dar artrite neles que dobre em mim e os livre disso.

Meu nome é Gabriela, tenho 23 anos, convivo com a artrite reumatoide há 11 anos, sou Cronometrista e moro em  Taguaí – SP.

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://ow.ly/gGra50nFGJp

Doe a sua história!

#depoimento

Related posts

Josiane Vicente #‎SufferingtheSilence

Priscila Torres

Superação marca a história de quem engravidou controlando uma doença autoimune

Priscila Torres

Pesquisa da Fiocruz aponta aumento de dor nas costas durante a pandemia

Priscila Torres
Loading...