Depoimentos

Não ignorem a dor e procurem rápido atendimento médico

Minha história começou há 12 anos atrás, quando tive um grande aborrecimento na escola em que trabalho. No final do expediente estava sentindo dores pelo corpo, e no outro dia, nem consegui levantar da cama. Até para mastigar sentia dor!

Procurei um clínico que passou analgésicos, antidepressivos e repouso. O tempo passou e qualquer alteração emocional me deixavam cheia de dor. Procurei um reumatologista e após diversos exames, recebi o diagnóstico de fibromialgia.

Passei a tomar ciclobenzaprina e amitriptilina diariamente. Mas a dor em minhas mãos não aliviavam. Não podia escrever. Professora que não escreve?? Impossível! Comecei a sentir dor nos pés também e ganhei de presente um cisto sinovial no pé esquerdo.

Entrei de licença médica! Fiz novos exames e após dois longos anos, meu reumatologista constatou Artrite reumatoide severa, soro negativa, com erosão óssea nos dedos dos pés. Iniciamos o tratamento com MTX e prednisona, mas não havia melhora.

Mais dois anos se passaram e a Artrite só avançando, comprometendo joelhos, cotovelos e ombros. Iniciamos em Dezembro passado, medicação biológica, golimumabe de 30/30 dias. Até agora, nem um alívio nas dores, mas ainda é muito cedo para isso. Creio que o tratamento dará certo, se Deus quiser!

Não ignorem a dor e procurem rápido atendimento médico.

Me chamo Patrícia Nascimento Santana, sou professora e moro no RJ.

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link 👇http://goo.gl/UwaJQ4

Doe a sua história!❤

 

Related posts

Amo minha vida e amo minhas mãozinhas tortinhas

Priscila Torres

Fernanda de Maio Gdikian

Priscila Torres

É muito frustrante você não poder fazer o que fazia antes

Priscila Torres
Loading...