Não desista, pois tudo isso um dia vai passar!

0
85

Olá, descobri a AR em junho 2006, desde de lá já estive em situações bem complicadas, tomei todas as doses de medicações indicadas inicialmente para o tratamento e fizeram efeito por pouco tempo, depois comecei com o biológico, o ARAVA, que tomei por pouco tempo, em seguida passei para o ADALIMUMABE, que foi minha salvação.

Tentamos o desmame que foi em vão, usei a medicação por aproximadamente 9 anos. E o efeito parou… Apresentei uma fibrose pulmonar e em seguida uma tosse alérgica que está complicando minha qualidade de vida.

Minha médica já tentou inúmeras medicações biológicas, mas sou muito resistente as mesmas, em Maio/2020 fui diagnosticada com covid19, a situação do pulmão só piorou. Hoje estou fazendo a primeira de três seções de pulsoterapia, para “freiar” a AR, pois estou em crise… Sei que é uma doença cansativa, mas tenho um pensamento… NÃO VOU PERMITIR QUE A ARTRITE REUMATOIDE SEJA MELHOR QUE EU.

Um conselho meu é que mudem o hábito alimentar para que as medicações façam efeito.

Obrigada por me ouvirem 🌻

Meu nome é Renata Borges, tenho 39 anos, convivo com o diagnóstico a 14 anos, sou secretaria e moro em Macapá- AP.

Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!⠀

É simples, preencha o formulário no link https://www.surveymonkey.com/r/depoimentoBlogAR⠀

Doe a sua história! ❤

#Depoimento⠀

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.