Mulheres e o impacto da artrite reumatoide

Pesquisa revela padrão de relacionamentos afetivos

Uma pesquisa com 1.958 mulheres com artrite reumatoide, apresentada no Congresso Europeu de Reumatologia em 2010, revelou o impacto que sofre as mulheres que convivem com artrite reumatoide.

Um dos pontos levantados diz respeito a como a artrite reumatoide afeta as relações íntimas;

40% das mulheres solteiras afirmaram que é mais difícil encontrar um parceiro;
22% das entrevistadas divorciadas ou separadas afirmaram que, de alguma forma, a artrite reumatoide teve um papel na sua decisão em separar-se de seu parceiro;
68% das mulheres com artrite reumatoide relatou esconder sua dor dos mais próximos;

É preciso ser consciente de que, para mudar esses indicadores, dependemos primeiramente de nós mesmos. Enfrentar a doença de forma realista e positiva é um grande passo. É preciso primeiro nos entendermos para que outros nos entendam. Temos de nos abrir para a vida, não nos prendermos à doença. Nós temos a artrite, mas não somos a artrite em pessoa.

A partir do momento em que a gente se abrir para o mundo, o mundo se abrirá para nós. Pense nisso!

Artigo originalmente publicado na minha coluna no site Viva Bem com Artrite Reumatoide 

Comentários
if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: