Menopausa e Artrite Reumatoide

Como a artrite reumatóide (AR) ocorre mais frequentemente em mulheres do que em homens, numa proprorção de 2 mulheres para cada homem aventou se a hipoteses que os hormonios reprodutivos podem desempenhar um papel importante na origem e na continuidade da doença. M.Pikwer e colaboradores reumatologistas da Universidade de Lund na cidade de Malmö, na Suécia estudaram o tema.
Entre 1991 e 1996, 30 447 indivíduos (18 326 mulheres) foram incluídos em um inquérito de saúde de base comunitária. Informações sobre alterações hormonais femininos e relacionados aos fatores de estresse foi obtida através de um questionário auto-administrado. Essa população foi relacionada com quatro diferentes registos locais e nacionais com AR. Os registros médicos de pacientes com diagnóstico de AR foram submetidos a uma análise estruturada e todas as mulheres com AR incidente de acordo com o Colégio Americano de Reumatologia foram comparadas a 4 mulhers da mesma idade consideradas como controles em um estudo caso
A menopausa precose (antes dos 45 anos) foi associada com o desenvolvimento posterior da AR (numa proporção 2,42 vezes maior) comparada a mulheres com menopausa apos essa data. O efeito da menopausa precoce como fator independente e permaneceu significativo após o ajuste estatistico para o nível de fumar, de anos de escolaridade e da duração do aleitamento materno
Menopausa precoce é um preditor independente de artrite reumatoide. Isto implica numa influência de alterações hormonais durante o período fértil sobre o desenvolvimento da AR em mulheres pós-menopáusicas.

Fonte: Intramed

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));