Notícias

Massagem vai além do relaxamento e auxilia no tratamento de doenças

Para quem acredita que a massagem serve apenas para aliviar momentaneamente a dor nas costas, uma boa notícia: a técnica milenar é usada para ajudar no tratamento de vários problemas físicos e psicológicos que afetam diretamente a saúde. Você pode sentir uma melhora já na primeira sessão, mas o ideal é realizar massagens de uma a duas vezes por semana.

Múltiplas aplicações

Além de ser um excelente coadjuvante no tratamento de problemas físicos e mentais, a massagem proporciona sensação de bem-estar, melhora a aparência e a autoestima. A massagem alivia a tensão muscular, ajuda no controle do estresse, da ansiedade e acelera a recuperação no pós-operatório. Também tem função benéfica na diminuição da pressão arterial e proporciona um sono mais reparador.

Mais qualidade de vida

Por meio de vários mecanismos a massagem melhora consideravelmente a qualidade de vida. O toque provoca analgesia, que é a redução ou eliminação da dor, o que, por si só, já deixa qualquer um menos ansioso e agitado. Durante a sessão, o corpo libera serotonina e endorfina, substâncias que ajudam a combater os incômodos físicos, proporcionam sensação de bem-estar e melhoram o humor.

A massagem também promove a redução do nível de cortisol, o hormônio do estresse, que, quando em níveis elevados, causa insônia, irritação e ansiedade. Um outro efeito benéfico da massagem é a liberação de histamina, substância vasodilatadora que  melhora a circulação e o fluxo linfático, estimulando o sistema imunológico a renovar as células de defesa e aumentando, assim, a imunidade.

Eficaz na prevenção de doenças

A massagem pode ser uma alternativa para prevenir doenças. As diversas técnicas de massagem ajudam a evitar problemas de saúde como enxaqueca, dores no corpo, fibromialgia, ansiedade, TPM, entre outros distúrbios.

A massagem pode, ainda, auxiliar no controle das emoções, fator decisivo para que doenças como a psoríase e a hipertensão, por exemplo, não sejam agravadas.

Fonte: Tribuna da regiao

Related posts

Secuquinumab – Interleucina 17-A (ILA 17-A)

Priscila Torres

Portugal: Centro Hospitalar de Leiria oferece reabilitação física no domicílio

Priscila Torres

Doenças autoimunes: a luta é dia a dia

Priscila Torres
Loading...