Luto diariamente, Deus sempre esteve comigo

As manifestações da doença começaram há longos anos atrás, quando sofri um torcicolo com edema da região do pescoço e braços, tive contraturas horríveis da musculatura e limitação do movimento, com uma dor de enlouquecer qualquer ser humano. Após vários diagnósticos errados, fui tratada com calmantes pois os médicos falavam que era estresse, fiquei afastada e acamada. Muitos meses depois procurei um neurologista que indicou um neurocirurgião e falou que era hernia de disco, ainda em tratamento com calmantes, fiz fisioterapia e fiquei acamada muitos anos, até que piorou a dor e morfina não fazia mais efeito, o médico resolveu me operar para descomprimir o meu pescoço, foram duas cirurgias da coluna, um ano em fisioterapia, pois perdi movimento do braço e pescoço.

Voltei a trabalhar sentindo dores nas costas e tórax,  sempre a base de remédios para dor, até que anos se passaram assim, e ninguém diagnosticou a doença. Há um ano eu comecei a sentir dores no quadril e pernas,  fui tratada como tendinite durante 6 meses, a partir de então a dor piorou,  fiquei sem conseguir andar e ficar em pé, procurei uma reumatologista, acharam no inicio que era câncer de quadril, depois fizeram novos exames e até descobrir levou mais uns 6 meses, tomei metotrexato e fiquei muito cansada, a ponto de achar que ia morrer. Após 6 meses de uso, fui indicada ao imunobiológico Humira, que conseguiu melhorar a dor e devolver o movimento de locomoção. Vou retornar ao trabalho de enfermeira de ambulatório, tenho receios , medos e muita insegurança de como será daqui para frente, mas Deus sempre esteve presente comigo. A depressão e a vontade de morrer foram inúmeras, mas luto diariamente contra essa força negativa, continuo na luta.

Me chamo Viviane Tosta de Carvalho, tenho 41 anos, sou enfermeira, convivo com a espondilite anquilosante há 16 anos, moro em Ribeirão Preto – SP.

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua históriae entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: