Lúpus é tema de evento que conscientiza sobre diagnóstico e tratamentos da doença em Campos, no RJ

População pode participar do encontro no auditório do Hospital Escola Álvaro Alvim nesta sexta-feira (10), Dia Internacional da Conscientização do Lúpus.

O Lúpus será tema de um evento que vai falar sobre o diagnóstico e tratamentos da doença em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense.

O encontro será na próxima sexta-feira (10), Dia Internacional da Conscientização do Lúpus, de 9h às 11h, no auditório Doutor Honor Sobral, no Hospital Escola Álvaro Alvim. A unidade é parceira do Programa de Colagenoses, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que atende a pacientes de cidades vizinhas, como São João da Barra, São Francisco, São Fidélis e Conceição de Macabu. 

Dr. Luís Clóvis Bittencourt, coordenador do Programa em Campos, explica que a doença é complexa e, por isso, eventos desse tipo são importantes para esclarecer dúvidas. 

“É importante levar informações aos nossos pacientes e a toda população sobre o Lúpus eritematoso sistêmico, uma doença complexa, de difícil diagnóstico e que possui tratamento. Esperamos contribuir para que não apenas com os pacientes, mas também com as pessoas que lidam diariamente com esse doente”, explica o médico. 

Sintomas do Lúpus 

Considerada uma doença inflamatória crônica, o Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) ainda não tem causa conhecida mas pode provocar sintomas em diversos órgãos de forma lenta e progressiva (em meses) ou mais rapidamente (em semanas). O que se sabe é que o surgimento da doença pode estar relacionado a fatores genéticos, hormonais e ambientais. 

A Secretaria Municipal de Saúde explica que existem dois tipos principais da doença. 

“O lúpus cutâneo, que se manifesta apenas com manchas na pele (geralmente avermelhadas ou eritematosas), e o sistêmico, no qual um ou mais órgãos internos podem ser acometidos. Podem acontecer manifestações, gerais como cansaço, febre, emagrecimento e perda de apetite, além de outras mais específicas devido à inflamação na pele, articulações, rins, nervos, cérebro e membranas que recobrem o pulmão (pleura) e coração (pericárdio)”, explica o município.

Fonte: G1 Globo

This is a private page. To make it public, edit it and change the visibility.

[wdi_feed id=”1″]

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));