Intolerância alimentar: como adequar o cardápio

Enjoos, vômitos, sensação de estufamento no abdômen e diarreia são sintomas familiares para quem tem intolerância alimentar e acaba comendo alimentos que não pode. Este problema no organismo é mais comum do que se imagina e representa uma reação do sistema digestivo a nutrientes que não conseguem processar como a lactose, glúten e outros.

Para evitar os desconfortos causados pela intolerância alimentar, Jessica Santos, nutricionista da Superbom, empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, alerta para a importância de adequar o cardápio de acordo com cada tipo de intolerância, tirando da rotina alimentos que fazem mal.

A especialista comenta abaixo os diferentes tipos de intolerância alimentar e quais alimentos indicados para substituição:

Lactose

“Pessoas que possuem intolerância à lactose têm reação ao consumo de leite de origem animal e seus derivados, além de receitas e produtos industrializados que levam leite na composição. Por isso, é importante que os consumidores estejam atentos aos rótulos dos alimentos que levam à mesa”, esclarece.

Os leites vegetais de coco, soja, arroz e amêndoa são algumas opções indicadas pela nutricionista para substituir a bebida de origem animal. Os queijos veganos também são recomendados para quem possui intolerância à lactose.

Glúten

A substância considerada vilã por muitos é uma proteína presente em cereais e na realidade só faz mal para quem tem a doença celíaca, também conhecida como intolerância ao glúten. Pode ser encontrado em massas, pães, cervejas, biscoitos, bolo, salgadinhos e outros itens. Portanto, é um pouco mais difícil de cortar o glúten da dieta. Porém, é possível escolher receitas ou produtos que tenham farinhas de chia, linhaça, arroz, fubá e amido de milho no lugar da farinha trigo (rica em glúten).

Corantes ou conservantes

Algumas pessoas também podem ter intolerância a corantes ou conservantes artificiais amplamente utilizados em produtos como balas, bebidas e pratos prontos. “Nesses casos, o melhor é evitar esses itens e estar atendo aos rótulos, escolhendo alimentos que sejam livres de aditivos químicos e deixem essa informação nutricional clara na embalagem”, informa.

A especialista ressalta ainda que é essencial consultar um médico para diagnosticar qualquer tipo de intolerância alimentar, além de ter orientações adequadas sobre possíveis medicações e substituições alimentares.

Sobre a Superbom

A Superbom é uma empresa alimentícia, que trabalha com uma linha de produtos saudáveis, que abrange sucos, geleias, salsichas, proteínas, pratos prontos, entre outros. Fundada em 1925, a Superbom comercializa os seus produtos em mais de 25 mil pontos de vendas em todo país. Em função disso, é considerada uma das principais empresas do ramo de alimentos para veganos e vegetarianos do Brasil. A empresa iniciou as suas atividades com a produção de suco de uva, no interior de uma antiga casa pertencente ao Colégio Adventista Brasileiro (CAB), que posteriormente ficou conhecido como Instituto Adventista de Ensino e, hoje, abriga o Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp-SP). Durante toda a sua história, a empresa atua diretamente ligada à Igreja Adventista do Sétimo Dia. Atualmente, a companhia conta com 250 colaboradores, entre a sede e as duas plantas da indústria (localizadas em São Paulo, capital, e em Lebon Régis, Santa Catarina).http://www.superbom.com.br

Fonte: Assessoria de imprensa

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Relacionados

Planejar aposentadoria fica ainda mais difícil na pandemia

Trabalhador deve conhecer sua vida contributiva e as regras da Previdência antes do pedido A pandemia de Covid-19, a crise econômica e a reforma da...

Procure conhecer tudo à respeito da sua doença e como você pode se ajudar! E acima de tudo, nunca desista!

No final de 2015, tive uma febre tão alta que me debatia na cama. Depois disso, não conseguia mais escovar dentes, pentear os cabelos,...

Live irá debater a falta de medicamentos nas Farmácias de Alto Custo

ReumaLive: Direitos dos Pacientes: Assistência Farmacêutica Em dezembro de 2020, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), emitiu um documento em que foi declarado...