if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));

Imagem por Ressonância Magnética: Lúpus neuropsiquiátrico

Lúpus neuropsiquiátrico é um grande desafio diagnóstico, e uma das principais causas de morbidade e mortalidade em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico (LES). A ressonância magnética (RM) é, de longe, a principal ferramenta para avaliar o cérebro nesta doença. MRI técnicas convencionais e avançadas são usadas para ajudar a estabelecer o diagnóstico, para descartar diagnósticos alternativos, e, recentemente, a acompanhar a evolução da doença. Esta avaliação explora os achados de neuroimagem no LES, incluindo os recentes avanços em novos métodos de ressonância magnética.

Fonte:Jamanetwork

 

Mapas axiais da anisotropia fracionada (FA). . 3a normal FA mostra a integridade e direcionalidade das fibras de substância branca (vermelho: esquerda-, verde: ântero-posterior, azul: craneo-caudal). . 3b Altered (baixo) FA visto como perda das cores normais do deixou trato corticoespinhal na cápsula interna e do fascículo longitudinal esquerda relacionada com infarto isquêmico no território da artéria cerebral média esquerda (setas) em um paciente com lúpus neuropsiquiátrico e acidente vascular cerebral. Figura origem: Departamento de Radiologia do Hospital Clinic Barcelona.
Mapas axiais da anisotropia fracionada (FA)
 A: normal FA mostra a integridade e direcionalidade das fibras de substância branca (vermelho: esquerda-, verde: ântero-posterior, azul: craneo-caudal). B: Alterado (baixo) FA visto como perda das cores normais do deixou trato corticoespinhal na cápsula interna e do fascículo longitudinal esquerda relacionada com infarto isquêmico no território da artéria cerebral média esquerda (setas) em um paciente com lúpus neuropsiquiátrico e acidente vascular cerebral. Figura origem: Departamento de Radiologia do Hospital Clinic Barcelona.

 

Anúncios

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: