Hérnia de disco: sinais e tratamentos

Cirurgião da coluna esclarece dúvidas sobre problema que afeta principalmente pessoas acima dos 20 anos.

A hérnia de disco é uma doença provocada pelo desgaste dos discos intervertebrais estruturas que amortecem o contato entre as vértebras. Quando algum destes discos se rompe ou se desgasta acaba comprimindo terminações nervosas, causando dores, formigamento ou fraqueza nos braços, tronco ou pernas.

Segundo o Dr. Bruno César Aprile, cirurgião de coluna diz que a hérnia de disco afeta principalmente pessoas mais jovens devido à sobrecarga realizada nas atividades diárias e pela falta de atividade física regular, além de hábitos de má postura no dia-a-dia e no trabalho. Com o passar dos anos, pessoas de mais idade que já têm hérnias de disco sem saber, costumam sofrer com o agravamento progressivo da hérnia, isso porque o desgaste do disco progride, formando os conhecidos bicos-de-papagaio (osteófitos).

Sintomas

De acordo com o especialista, a hérnia de disco pode desenvolver-se em qualquer região da coluna, mas preferencialmente no pescoço ou na região lombar. “Quando o problema atinge os discos do pescoço os principais sintomas são dores e formigamentos no pescoço irradiando na região dos braços e mãos. Já na lombar, as dores e formigamentos surgem na região lombar, glúteos, pernas e pés”, completa.

Tratamento

A dor causada pela hérnia de disco pode ser de leve à forte, incapacitando a pessoa de trabalhar e realizar as atividades diárias. Por essa razão, o tratamento varia de paciente para paciente. Administração de remédios, repouso, fisioterapia e acupuntura são alguns procedimentos que podem ser indicados para aliviar a dor; exercícios de fortalecimento sob supervisão são o melhor tratamento atualmente. A cirurgia só é recomenda nos casos graves, em que a dor é insuportável, onde não houve melhora com uso de medicamentos e fisioterapia, ou nos casos onde há perda de força ou de controle dos esfíncteres.

“Hoje já existem procedimentos cirúrgicos modernos para tratar a hérnia de disco e outros problemas na coluna, como a endoscopia da coluna, técnica minimamente invasiva que não utiliza anestesia geral e de rápida recuperação do paciente, com alta hospitalar no mesmo dia da cirurgia”, argumenta.

Prevenção

Com a prática moderada de exercícios físicos, sempre com supervisão de um profissional para garantir uma execução perfeita, é possível fortalecer a musculatura da coluna e melhorar a movimentação das vértebras. “Quem trabalha em escritórios ou passa muitas horas sentado está mais propenso a desenvolver a hérnia de disco, justamente por essa falta de movimentação da coluna. Além disso, evitar esforço físico intenso, como carregar peso excessivo, também contribui para prevenir o problema”, finaliza.

Fonte: Sou mais ortopedia 

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: