Notícias

Fibromialgia e exercício físico

Quando a pessoa é diagnosticada com fibromialgia, muitas vezes a primeira coisa que passa na cabeça dela é não fazer nada, se retrair ou até mesmo ficar deprimida a maior parte do tempo na cama.

Provavelmente seu médico vai recomendar algum exercício. E, se você não tem o hábito de praticá-los, vai precisar começar do zero e devagar. O fortalecimento muscular vai ajudar muito nos sintomas da fibromialgia.

A percepção de esforço percebida é muito importante para saber se o exercício está muito pesado ou muito leve pra você, se estiver sendo acompanhada por algum profissional de Educação Física sempre repasse o feedback do seu treino e se está tendo algum desconforto.

Faça um exercício mais constante, como uma caminhada simples e exercícios leves vá aumentando e intensificando progressivamente desde que você respeite a sua dor, pois o exercício tem papel importante na melhoria da dor da fibromialgia.

O exercício é um dos tratamentos mais eficazes para a fibromialgia. Combate todos os sintomas da doença, incluindo dor, fadiga e problemas de sono. A atividade física vai ajudar a manter a massa óssea, melhorar o equilíbrio, reduzir o estresse e aumentar a força. Fazer exercícios regulares também auxilia no controle de peso, o que é importante para reduzir a dor da fibromialgia.

No início pode ser desconfortável a mudança da sua rotina e de seus hábitos prática de exercício físico, mas você tem que acreditar que realmente ajuda, o primeiro passo é saber que cada dia de atividade é um passo para melhora.

Um estudo de 2010 publicado na “Arthritis Research & Therapy” descobriu que as atividades diárias regulares, como subir escadas, fazer jardinagem ou fazer tarefas domésticas, podem ajudar a reduzir a dor e melhorar o condicionamento diário das pessoas com casos mais graves de fibromialgia.

Lembre se que cada indivíduo é único, então o que funcionar pra um, pode não funcionar pra outro, um pode sentir mais dor do que outro, então tome cuidado e sempre procure ajuda de um profissional da área e faça acompanhamento médico para saber o andamento da doença, se melhorou, estabilizou ou piorou.

Se você já era ativo antes da fibromialgia, talvez precisem ouvir melhor seu corpo e aprender a levá-lo mais devagar do que pode estar acostumado, respeitando suas fraquezas e sabendo como superar a cada dia as novas barreiras.

Para obter o máximo benefício do exercício, você realmente precisa manter uma constância no treinamento e fazer algo que não seja sacrificante pra você, o mais importante é encontrar algum tipo de exercício que você goste e se sinta bem, mas não negligencie o que realmente vai melhorar sua dor, que são exercícios resistidos.

Faça exercícios na hora do dia em que você se sinta melhor, alongue-se sempre, isso vai te ajudar a aquecer os músculos e minimizar a dor após o exercício.

Embora o exercício possa melhorar os sintomas da fibromialgia, os efeitos nem sempre são imediatos. O exercício é realmente o melhor tratamento a longo prazo para a dor e a fadiga da fibromialgia, mas pode levar até seis meses antes de você notar uma mudança nos seus sintomas.

Você definitivamente precisa ser paciente e ir devagar.

O exercício é a primeiro passo para começar uma jornada para o bem-estar e uma melhora na saúde. Nunca desista!

Fonte: Cambe JNC

Artigos Relacionados

Advogado com deficiência é impedido de atuar por falta de acessibilidade em prédio

Priscila Torres

Aposentadoria por invalidez para pessoas com doenças reumáticas

Priscila Torres

Musculação age no tratamento de sete doenças crônicas

Priscila Torres
Loading...