Farmácia do Povo facilita acesso de pacientes à hidroxicloroquina no Piauí

A Farmácia do Povo facilitou o acesso para pacientes de doenças crônicas que fazem uso da hidroxicloroquina no Piauí. A medida, segundo a gerência clínica da unidade, se deu devido às dificuldades na aquisição do hidroxicloroquina nas drogarias da rede privada decorrente da pandemia da Covid-19.

A medida já está em vigor e será estendida a todas as unidades, em Teresina e no interior.

O acesso à medicação garante a continuidade do tratamento dos pacientes com lúpus eritematoso sistêmico, artrite reumatoide, dermatomiosite e polimiosite e outras doenças crônicas

“As novas regras são temporárias e excepcionais, conforme nota técnica nº 2/20, e abrangem desde a flexibilização do médico prescritor, que pode ser um clínico, até a validade dos exames”, explica o gerente clínico da Farmácia do Povo, Jean Batista.

“Para ter acesso ao medicamento, flexibilizamos em relação à validade dos exames; exigimos exames estritamente necessários; e o médico que vai prescrever não precisa ser um especialista. Será um processo mais simples”, afirma.

De acordo com gerente, a nota atende as recomendações do Ministério da Saúde, em conformidade aos protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas de cada patologia.

A flexibilização para o primeiro processo abrange:

– Não será exigida especialidade médica específica do médico solicitante;

– Quando os exames estiverem com a validade acima da estipulada, esses poderão ser anexados no processo de solicitação, independentemente da data, desde que tenham sido utilizados no diagnóstico da doença ou os mais recentes;

– Para pacientes com a impossibilidade da apresentação de avaliação oftalmológica para uso de hidroxicloroquina atualizado (realizado nos últimos 12 meses) será aceita a abertura do processo mediante relatório médico comprovando esta impossibilidade, sendo obrigatório a apresentação do referido exame na primeira renovação trimestral. Nesse caso, o paciente não poderá fazer a solicitação com LME de seis meses, caso a faça, a avaliação técnica por parte do Ceaf realizará o deferimento e autorização de apenas três meses, sendo necessário, após esse período, a renovação do processo;

– É obrigatória a apresentação de receita de controle especial em duas vias.

Para mais informações, clique aqui.

Nota técnica Duaf 02 2020 – hidroxicoloquina Ceaf

Fonte: cidadeverde.com

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Relacionados

Saúde avalia proposta de incorporação do nusinersena para AME dos tipos 2 e 3

Pela primeira vez desde a criação da Conitec, pasta vai convocar audiência pública para ouvir sociedade civil sobre incorporação, pelo SUS, de medicamento para...

Apesar das frustrações, mantenho a Fé em Deus!

Tudo começou a alguns anos atrás. Eu estava na metade do curso de graduação em Medicina Veterinária e estava tendo um surto de Zika...

Único tratamento biológico para adultos com Nefrite Lúpica ativa é aprovado pela ANVISA

Estudo clínico (BLISS-LN), que incluiu pacientes brasileiros, demonstrou que indivíduos tratados com Benlysta®, da farmacêutica GSK, tiveram 74% mais chances de alcançar a resposta...