Existe um dia sem dor na Artrite Reumatoide?

Quando recebemos o diagnóstico da Artrite Reumatoide, a dor chega junto e passa a ser freqüente, a dor da artrite é insidiosa, marcante, incapacitante, quando dói os dedos, parece que o braço todo está a doer e os movimentos já não são os mesmos. Tudo que a pessoa com artrite quer é se ver livre dessa dor.

Muitas vezes, se questiona e questiona o mundo, se um dia aquela dor não passará, mas, muitas vezes, tendemos a estar revoltados com a dor que não passa. Mas temos que ter conhecimento que a dor da artrite reumatoide é sim maior quando a doença está em atividade.

Se a dor é nova, se dói mais forte, se a dor não passa, é necessário consultar o médico reumatologista e convidá-lo a rever o tratamento medicamentoso básico de controle da doença e até mesmo investigar se a dor é apenas da artrite reumatoide ou de alguma condição secundária.

A dor não é indicador de controle da doença, mas pode ser sim, um indicador de descontrole da doença ou de uma conseqüência da doença.

A dor vai deixando de existir quando a doença estiver controlada e devidamente monitorada, através dos medicamentos, o fim da dor chega com a remissão da doença, é preciso acreditar e confiar que uma hora a remissão chegará a sua vida, converse sempre com seu médico sobre o seu nível e tipo de dor, não podemos aceitar a dor como companheira.

Comentários
if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: