Colunas da Pri

Exercícios fisioterápicos podem ajudar na remissão da dor e prevenir complicações nas articulações #SBR2018

Durante o Encontro Nacional de Pacientes Reumáticos e Familiares do XXXV Congresso Brasileiro de Reumatologia , a fisioterapeuta Mariana Alonso Bezerra apresentou estratégias de conservação articular para melhoria da qualidade de vida do paciente com doença reumatológica. É sabido que o paciente convive pode vir a conviver com vermelhidão, dor, inchaço, calor, rigidez e cansaço, que afetam sua qualidade de vida. “A combinação de uso de medicamentos com estratégias de reabilitação é o ideal para melhorar a vida desse paciente”, destacou.

Como a reabilitação funciona?
Primeiramente é feita a avaliação com o diagnóstico clínica, onde são coletadas as informações do tratamento medicamentoso. Depois, o fisioterapeuta realiza um exame físico para verificar como estão as alterações biomecânicas, o comprometimento do corpo e o impacto da doença na pessoa.

A partir disso, é realizado o planejamento estratégico de tratamento que é totalmente individualizado. “Estabeleceremos metas de curto e longo prazo e acompanhamos a evolução. Após a alta, passamos recomendações e adaptações para o seu dia a dia”.

Como a reabilitação pode me ajudar?
Um dos principais benefícios da reabilitação é o alívio da dor. Além disso, há a prevenção de disfunções. Para auxiliar o paciente, há diversos dispositivos que podem ser usados para auxiliá-lo em suas atividades diárias, como as órteses feitas por orientação do fisioterapeuta de acordo com prescrição do profissional.

Confira as Recomendações para o dia a dia no #blogAR
A fisioterapeuta destacou algumas recomendações para o dia a dia do paciente:

  • Para pegar coisas ou carregar peso, sempre utilizar as duas mãos;
  • Prefira carregar as bolsas no antebraço e não nas mãos;
  • O sono precisa ser restaurador para a doença inflamatória, para auxiliar numa boa noite de sono invista em almofadas em formato de U;
  • Se necessário, use órteses e próteses mediante recomendação de um profissional
  • Se há dificuldade de manusear objetos, peça ajuda e orientação ao fisioterapeuta e/ou terapeuta ocupacional para conseguir objetos que possam lhe auxiliar, exemplos: calçador de meias, abridores de latas e garrafas, entre outros.

Palestra proferida durante o Encontro Nacional para Pacientes Reumáticos e Familiares – SBR2018
XXXV Congresso Brasileiro de Reumatologia

 

Artigos Relacionados

Você paciente reumático e a vacina contra febre amarela

Priscila Torres

Como identificar os primeiros sintomas de uma criança com artrite?

Priscila Torres

Chá Verde pode ser um novo tratamento para Artrite Reumatoide

Priscila Torres
Loading...