Notícias

Em estudo, médicos do HC validam questionário internacional de rastreio da artrite psoriásica

Um artigo científico elaborado por reumatologistas do Hospital das Clínicas da UFPE e publicado na revista médica Clinical Rheumatology, neste mês, avaliou a validação do questionário de rastreio da Artrite Psoriásica, ao promover a sua adaptação para o idioma português falado e escrito no Brasil e checar a sua eficácia. O nome do artigo é “Validation of the Toronto Psoriatic Arthritis Screen II (ToPAS II) Questionnaire in a Brazilian Population” (Validação do Questionário ToPAS II em uma população brasileira) e pode ser acessado aqui. O HC é unidade vinculada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

Toronto Psoriatic Arthritis Screen II (ToPAS II) é um questionário de diagnóstico originalmente produzido em inglês e posteriormente traduzido e adaptado para o português lusitano. “Ele é utilizado por dermatologistas para determinar se aquele paciente com suspeita de artrite psoriásica tem a doença e se deve ser encaminhado para acompanhamento de um reumatologista. Como o ToPASII não possuía uma tradução com as adaptações técnicas e linguísticas ao português do Brasil, nosso estudo realizou essa avaliação e concluiu que o questionário é uma boa ferramenta para o diagnóstico em pacientes brasileiros”, explica a reumatologista Rafaela Gonçalves, do HC, que coordenou o estudo.

A artrite psoriásica (APs) é uma forma de artrite que afeta pessoas que possuem psoríase, doença que se caracteriza pelo aparecimento de lesões avermelhadas, escamosas, principalmente nos joelhos, cotovelos e couro cabeludo. Na AP, os sintomas são dores, rigidez e inchaço nas articulações. A maioria das pessoas desenvolve psoríase primeiro e depois a artrite, mas, em alguns pacientes, a artrite pode começar antes das lesões de pele.

Para o estudo, os pacientes foram recrutados nos Ambulatórios de Dermatologia, Clínica Geral e Reumatologia do HC. Após o preenchimento do questionário, os pacientes foram avaliados por um reumatologista, de acordo com o protocolo padrão, para checar a eficácia da ferramenta aplicada por médicos de outras especialidades.

“A versão em português brasileiro do ToPAS II é útil para a triagem da artrite psoriásica e visualmente é fácil porque apresenta imagens que podem ser comparadas com o quadro clínico e mostradas ao paciente. Entre as pessoas com psoríase, quase 35% tinham, de fato, artrite psoriásica sem diagnóstico correto. Isso traz um alerta para a necessidade de divulgação do uso desse questionário como ferramenta de triagem, afinal, quanto mais rápido o diagnóstico melhor será o controle da doença”, completa Rafaela Gonçalves.

Além de Rafaela, participam do artigo Georgia Pereira, Emerson Lima, Thiago Martins, José Otamir Júnior, Jonas Carvalho, Henrique Mariz, Andrea Dantas e Angela Duarte. A equipe agradece aos profissionais da Clínica Dermatológica do HC por autorizarem a aplicação do questionário no ambulatório.

Fonte: Universidade Federal do Pernambuco.

Artigos Relacionados

Leite de Moreira o remédio que não é natural

Priscila Torres

Como se preparar para uma consulta médica?

Priscila Torres

Astrid Fontanelle fala sobre Lúpus

Priscila Torres