É preciso muito mais que aceitar, se tornar vítima não ajuda em nada

Eu descobri a doença quando completei 18 anos. Tinha acabado de mudar de cidade, ia começar uma faculdade. Foi a sensação mais estranha que eu já senti. Um dia meu joelho direito começou a doer muito, mas não dei importância, achei que ia passar. Mas não passou, as dores aumentaram e o joelho ficou inchado e vermelho, a sensação era de que ele estava pegando fogo. Nos próximos dias eu comecei a mancar sem perceber, e foi quando um amigo da faculdade me chamou a atenção sobre isso, foi nesse momento que vi que poderia ser grave. Daí pra frente foi uma bateria de exames, vários médicos e nenhum diagnóstico. O exame de sangue indicava que eu tinha uma doença auto imune, e depois de passar pelo reumatologista e fazer alguns exames complicados e específicos foi diagnosticada a doença.

Eu era muito nova, as dores eram intensas e nessa altura já tinha se espalhado por quase todas as articulações. Eram 9 medicamentos por dia. Por longos 3 anos, com vários efeitos colaterais da cloroquina, por exemplo, e que pouco faziam efeito para melhorar as dores. Fora as injeções ocasionais. Primeiro eu neguei, depois eu fiquei sem chão e por último resolvi aceitar. Aprendi a lidar com a situação de que não tem cura e agradecer por ter controle.

Nos últimos 4 anos venho tomando o arava todos os dias, faço os exames de 3 em 3 meses e a dores estão bem controladas. As pessoas pouco percebem que tenho artrite e na maioria das vezes até eu esqueço, pois acredito no avanço da ciência e da medicina, sei que em algum dia tudo isso será apenas passado e aprendizado. É preciso muito mais que aceitar, mas entender que a luta é dia após dia e que se tornar vítima não ajuda em nada.

Me chamo Karollay Oliveira, tenho 25 anos, convivo com a artrite reumatoide há 7 anos, estudo doutorado em engenharia de produção na UNIFEI, moro em Brazopolis – MG.

Dor Compartilhada é Dor Diminuída“, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

“Conte a sua História”

www.artritereumatoide.blog.br/conte-a-sua-historia/
Doe a sua história!

Comentários
if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: