Notícias

Dores na mão? Pode ser a Síndrome do Túnel do Carpo

Descubra detalhes sobre esta doença que prejudica o bem-estar de qualquer um, mas principalmente das mulheres

Dor, dormência e formigamento nas mãos e que piora à noite?

Você pode estar sofrendo da Síndrome do Túnel do Carpo. Este é um problema que ocorre na articulação do punho, onde o nervo mediano e os tendões que flexionam os dedos passam dentro de uma estrutura chamado túnel do carpo.

Quando, por algum motivo, o nervo mediano torna-se apertado e comprimido dentro deste túnel, ocorrerá interferência na transmissão dos impulsos neurais através do nervo caracterizando a doença chamada Síndrome do Túnel do Carpo.

Essa doença é muito mais frequente no sexo feminino, principalmente no período da gestação e menopausa (pela retenção de líquidos e alterações hormonais), porém também pode aparecer no sexo masculino. Inicialmente, os sintomas são menos intensos, mas, com a evolução da doença, ocorre piora dos sintomas.

Dor, dormência e formigamentos?

Dor, dormência e formigamentos na mão podem acordar a pessoa à noite pelo desconforto que causam – Foto: Divulgação/canal-carpien

Os sintomas mais frequentes são dor, dormência e formigamentos na mão, que podem acordar a pessoa à noite pelo desconforto que causam. A diminuição da força muscular na mão, assim como a sensação de dedos inchados e dificuldade na coordenação motora dos dedos das mãos também são sintomas frequentes.

Segundo o médico ortopedista Luiz Chanamé, do Instituto Catarinense de Ortopedia e Traumatologia – Clínica INCOT, as causas dessa doença são múltiplas, variando desde alterações hormonais vistas no hipotireoidismo, período de menopausa e durante a gestação até traumas (como quedas e fraturas no punho) e doenças crônicas, como diabetes melittus e artrite reumatoide.

Diagnóstico e tratamento

A avaliação médica, juntamente com exames como a ultrassonografia, a eletroneuromiografia e outros exames de imagem podem auxiliar no diagnóstico. O tratamento desta doença deve levar em consideração a sua severidade.

Nos casos mais leves doença pode ser tratada sem necessidade de cirurgia – Foto: Divulgação/Magazine Médica

Nos casos mais leves e com sintomas mais brandos, podem ser usados analgésicos, anti-inflamatórios, corticoides, reabilitação fisioterápica, terapia ocupacional, e infiltrações no túnel do carpo, entre outros tratamentos.

“Nos casos mais graves e naqueles em que não houve melhora com o tratamento clínico, existe a possibilidade do tratamento cirúrgico da doença para liberar o nervo comprimido dentro do túnel do carpo”, afirma o especialista.

Fonte: ND Mais.

Artigos Relacionados

7 dicas podem minimizar as dores do frio em casa

Priscila Torres

Kinesio Taping – Evidências científicas no uso em lesões musculares

Priscila Torres

Aproximadamente 15% dos Catanduvenses Sofrem de DPOC, Estima Especialista

Priscila Torres