Notícias

Dor ou manha? Como interpretar corretamente os sinais do seu filho

Como entender o que quer dizer o choro de um bebê nos primeiros meses de vida? E como saber se a queixa de dor não é pura manha? Dor é uma das questões médicas mais difíceis de diagnosticar e tratar. Especialistas já sabem que a intensidade da sensação varia de pessoa para pessoa por uma série de questões como fatores fisiológicos e culturais, sensibilidade e experiências anteriores. Dor é um sinal de alerta de que algo não vai bem e, por isso, em crianças, a atenção deve ser redobrada.

Cerca de 40% das crianças e adolescentes queixam-se de dor que ocorre pelo menos uma vez por semana. Além disso, a dor crônica afeta de 15% a 20% delas no mundo. “Crianças sentem vários tipos de dor, desde a cólica do bebê até as ligadas à prática de esportes. Porém, por falta de entendimento, muitas vezes elas são menosprezadas pelos pais e até médicos”, afirma o pediatra e reumatologista Claudio Arnaldo Len, do Hospital Israelita Albert Einstein, e um dos autores do Consenso sobre Dores Pouco Valorizadas em Crianças, lançado em 2011 pela SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria). Nove anos depois de a publicação ser disponibilizada, o assunto continua atual e ainda tira o sono de muitos pais. Isso porque, lembra o médico, pessoas muito expostas à dor na infância se tornam mais sensíveis a ela na vida adulta.

Anúncios

Artigos Relacionados

 AbbVie anuncia novos dados de estudo de fase 2, que demonstra resultados clínicos e endoscópicos positivos para tratamento de doença de Crohn

Priscila Torres

Vicentinho Júnior defende isenção de Imposto de Renda para portadores de lúpus

Priscila Torres

Instituto de Ortopedia da USP testa nova técnica para tratar artrose do joelho

Priscila Torres
Loading...