Dor no joelho ao correr: principais causas, sintomas e tratamento

“A maioria dos praticantes do esporte realiza a atividade sem nenhum tipo de orientação e pode sofrer as consequências de uma corrida inadequada, principalmente no joelho”, alerta o Dr. Edson Santiago, fisioterapeuta esportivo.

A corrida é um esporte que pode ser praticado por pessoas de todas as idades que buscam diversos objetivos, seja profissional, buscar o emagrecimento, por hobby/lazer ou para melhorar o condicionamento físico. Traz diversos benefícios para o praticante, mas, assim como qualquer atividade física de alto impacto, se não for realizada com o acompanhamento de um profissional, pode trazer malefícios como dores musculares e articulares.

“Existem inúmeras causas para as dores no joelho durante ou após uma corrida, pois, o impacto contínuo sobre as articulações é até três vezes maior que o peso do praticante, o que pode acarretar muitas vezes no desequilíbrio da musculatura, gerando sobrecarga na cartilagem articular e maior necessidade de estabilização dos ligamentos, sobrecarregando a lesão”, relata Dr. Edson Santiago, Fisioterapeuta Esportivo, especialista em Musculoesquelética e Pesquisador em Dor pela Santa Casa de São Paulo.

As anomalias mais comuns são:

  • Condromalácia: uma alteração da cartilagem que reveste a patela por dentro
  • Tendinite Patelar: inflamação de um tendão
  • Síndrome Iliotibial: inflamação no tecido conectivo do quadril às proximidades do joelho e a região do fêmur
  • Tendinite da “pata de ganso”: hipersolicitação na região que tensiona os três tendões da tíbia (sartório, grácil e semitendinoso) gerando uma inflamação local.

“Algumas dicas são bastante valiosas para evitar ou aliviar a dor no joelho ao correr, como aplicar gelo no local da dor por pelo menos 30 minutos, logo após a corrida e algumas vezes ao dia. Em caso de dor lateral do joelho, aplicar automassagem na região lateral da coxa com um rolo, fazer exercícios localizados para fortalecer a musculatura do joelho e quadril, manter o equilíbrio com boas horas de sono e alimentação saudável, e só aumente o volume do seu treino com orientação de um profissional”, completa Dr. Santiago.

Para saber mais:

Dr. Edson Santiago é fisioterapeuta especialista em musculoesquelética e Pesquisador em Dor pela Santa Casa de São Paulo.

Atua também no Centro de Integração Postural – CIP, onde amplia sua especialidade de forma diferenciada e centrada no bem-estar dos pacientes. Ajuda pessoas com dores crônicas, no joelho e quadril, a desenvolverem suas atividades da melhor forma possível, tendo assim, qualidade de vida saudável e livre das suas limitações.

Formado pela FMU- Faculdades Metropolitanas Unidas de São Paulo, cursado e especialista em neurociência, é um estudioso incansável sobre a dor crônica.

É habilitado no modelo biopsicossocial, que visa estudar a causa ou o progresso de doenças utilizando-se de fatores biológicos, fatores psicológicos e sociais e já atuou no Hospital do SEPACO na área de ortopedia.

Fonte: Surgiu

Anúncios
if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));