if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));

Dividindo a maternidade com a artrite

Primeiramente, não há definição que possa verdadeiramente explicar o que é ser mãe. É questão de sentimento, de razão, de vida. Cada mulher tem o direito de dar o significado que deseja para esse processo. É uma coisa que elas conquistaram.

Sabe aquela história de que a gente nunca sabe a força que tem até que única alternativa seja ser forte? Pois bem, cabe perfeitamente na vida das mães que se veem obrigadas a dividir a vida materna com a AR.

No mês em que comemoramos o dia das mulheres mais importantes de nossas vidas, o Qual Farmácia separou informações importantes sobre a saúde da mulher e a gestação. Tudo para quem vive ou está se preparando para viver a vida materna com a artrite reumatoide.

Fertilidade

A artrite reumatoide em si não afeta a fertilidade. No entanto, alguns medicamentos usados no controle da doença podem dificultar o processo no organismo. Pesquise com o seu médico de confiança, cada caso é um caso.

Gravidez

A AR tende a não piorar por conta da gravidez. Na verdade, pode acontecer até o contrário, as dores podem ser aliviadas dependendo da mulher. A questão a se observar aqui é a medicação usada para o controle da artrite também. As mulheres não podem deixar de estar em constante contato com seus médicos para garantir uma gravidez segura para o bebê e amena em relação às dores.

Parto

Não existe indicação formal para partos por cesariana, salvo expressa indicação médica. O trabalho de parto não traz riscos para as parturientes com AR se elas tiveram uma gravidez saudável e bem acompanhada. A cesárea será indicada se o médico que acompanhou a gestação julgar extremamente necessário.

Amamentação

Deve ser realizada. Não existem indicações médicas para suspender ou substituir a amamentação no geral, inclusive para mães com artrite reumatoide. O cuidado aqui deve ser novamente em relação à medicação que a mãe pode estar ingerindo como forma de controle da doença.

Artrite reumatoide para o bebê

Apesar de ter base genética, a AR não é necessariamente hereditária. Há poucas chances da mãe “passar” a doença ao seu bebê.

O Qual Farmácia deseja um feliz dia das mães para todas as mulheres! Não deixe de nos visitar para mais informações sobre saúde, estilo de vida e bem-estar.

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: