Disponibilidade do Abatacepte endovenoso e subcutâneo no SUS

206 pacientes enfrentaram irregularidades no fornecimento de abatacepte nas farmácias de alto custo de todo o Brasil

Durante os meses de junho a dezembro de 2020, recebemos 206 denúncias de irregularidades no fornecimento do medicamento Abatacepte (Orência). Questionamos ao Ministério da Saúde via Portal de Acesso a Informação, por meio do protocolo nº 25072.018357/2020-83 e recebemos os seguintes esclarecimentos. Confira na íntegra as respostas do MS sobre a disponibilidade do abatacepte endovenoso e subcutâneo:

O medicamento abatacepte faz parte do elenco do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CEAF), estando alocado no grupo 1A, com responsabilidade de financiamento e aquisição pelo Ministério da Saúde. Este medicamento foi incorporado no SUS por meio da Portaria SCTIE/MS nº24/2012, sendo atualmente disponibilizado aos usuários para Artrite Reumatoide, Artrite Idiopática Infantil, conforme os critérios de elegibilidade definidos nos respectivos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas (PCDT).

O último contrato referente a este medicamento foi assinado em 02/07/2020 e possibilitou a aquisição de 233.000 unidades de abatacepte de 125 mg e 20.000 seringas na apresentação de 250 mg. Além disso, já há um novo processo de aquisição em andamento.

No que tange ao abastecimento do ano de 2020, informa-se que a programação para o 4º trimestre de 2020 foi atendido em 100%, com complementação, com exceção de São Paulo que não enviou dados referentes à complementação. Informa-se, ainda, que as entregas usualmente são efetuadas às SES pelas empresas contratadas pelo Ministério da Saúde. O quantitativo distribuído para as Unidades Federativas (UF) ao longo de 2020 está detalhado nos Quadro 1 e 2. (Vide Anexo)

Informa-se ainda, que conforme OFÍCIO CIRCULAR Nº 60/2020/CGCEAF/DAF/SCTIE/MS, a única empresa com registro válido na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) notificou o Ministério da Saúde no dia 17 de novembro de 2020 acerca da descontinuidade de fornecimento do medicamento abatacepte 250 mg frasco ampola (intravenoso).

Diante desse cenário, sugere-se a migração dos pacientes que atualmente utilizam o medicamento abatacepte 250 mg frasco ampola (endovenoso) para o uso de abatacepte 125 mg seringa preenchida (subcutâneo), lembrando que tal decisão deve acontecer a critério médico. Ressalta-se que essa possibilidade de migração não se estende aos pacientes menores de 18 anos, uma vez que o medicamento abatacepte 125 mg seringa preenchida (subcutâneo) não é indicado para essa população.

Assim, sugere-se que pacientes menores de 18 anos que façam uso do medicamento abatacepte 250 mg frasco ampola (endovenoso), sejam orientados a migrar, a critério médico e de elegibilidade, para outras opções terapêuticas ofertadas no PCDT.

Destaca-se que a Coordenação-geral do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CGCEAF/DAF/SCTIE/MS) tem envidado esforços para manter regular o abastecimento da Rede, de modo a garantir o atendimento de todos os pacientes, sobretudo diante do cenário atual da pandemia do novo coronavírus, Sars-Cov-2.

Para acessar o esclarecimento do Ministério da Saúde via LAI clique aqui. Confira na integra o questionamento e resposta do MS:

Abatacepte - Fala.BR - Plataforma Integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação

A Biored Brasil, o Grupo EncontrAR e o Grupar-RP,  desde abril de 2020, vem solicitando esclarecimentos ao Ministério da Saúde sobre as dificuldades enfrentadas pelos pacientes, porém, infelizmente o Ministério da Saúde somente tem nos respondido por meio dos questionamentos enviados no Portal de Acesso a Informação.

A pesquisa sobre a falta de medicamentos tem o objetivo de receber a denuncia da falta de medicamentos e dialogar com o Ministério da Saúde e demais órgãos competentes sobre os desafios enfrentados pelos pacientes, no entanto a Biored Brasil, o Grupo EncontrAR e o Grupar-RP,  desde abril de 2020 não estão recebendo respostas do Ministério da Saúde, desta forma elaboramos questionamentos por meio do Portal de Acesso a Informação, que podem ser consultados por meio dos protocolos abaixo:

Falta de Medicamento SUS (2)

Pacientes que estão com dificuldades para ter acesso ao abatacepte no SUS, podem preencher o formulário de denúncia neste link: https://pt.surveymonkey.com/r/medicamentonotempocerto

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Relacionados

Planejar aposentadoria fica ainda mais difícil na pandemia

Trabalhador deve conhecer sua vida contributiva e as regras da Previdência antes do pedido A pandemia de Covid-19, a crise econômica e a reforma da...

Procure conhecer tudo à respeito da sua doença e como você pode se ajudar! E acima de tudo, nunca desista!

No final de 2015, tive uma febre tão alta que me debatia na cama. Depois disso, não conseguia mais escovar dentes, pentear os cabelos,...

Live irá debater a falta de medicamentos nas Farmácias de Alto Custo

ReumaLive: Direitos dos Pacientes: Assistência Farmacêutica Em dezembro de 2020, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), emitiu um documento em que foi declarado...