Corro atrás da remissão e de qualidade de vida

Me chamo Maria Claúdia e quando criança sentia muita dor na clavícula de tal forma, que não me deixava nem respirar. Meus pais trabalhavam fora e minha irmã mais velha apenas me medicava contra dor. Com o passar dos anos comecei a sentir dores novamente e minhas mãos inchavam e eu não tinha força nem para pegar um copo. Na maioria das vezes minha filha tinha que me trocar de roupa.

O médico clínico geral me indicou fazer um exame chamado fator reumatoide e o resultado foi:  Artrite Reumatoide em atividade. O reumatologista indicou o MTX e prelone 5mg. A doença não me agredia, por um período de 25 anos desde que foi diagnosticada, até que aos 37 anos, sofri um trauma muito grande emocional.

Esse trauma e o retorno da atividade da doença me levou a uma mesa de cirurgia. A doença veio com tudo acometendo pulso, calcanhar, dedos e outros lugares. Sai da medicação anterior para o uso agora do biológico.

Existem dias que quero abraçar o mundo, no outro não posso nem sair da cama, as dores, febre, depressão e cabelo caindo horrores devido ao efeito colateral dos remédios. Confio em Deus , mesmo sabendo que doença não tem cura.

Ele é minha esperança e me dará força. Corro atrás da remissão e de qualidade de vida, pois só quem convive sabe do que estamos falando. Que Deus nos dê graça e força para passar por tudo isso com fé.

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://goo.gl/UwaJQ4

Doe a sua história!❤

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Relacionados

Planejar aposentadoria fica ainda mais difícil na pandemia

Trabalhador deve conhecer sua vida contributiva e as regras da Previdência antes do pedido A pandemia de Covid-19, a crise econômica e a reforma da...

Procure conhecer tudo à respeito da sua doença e como você pode se ajudar! E acima de tudo, nunca desista!

No final de 2015, tive uma febre tão alta que me debatia na cama. Depois disso, não conseguia mais escovar dentes, pentear os cabelos,...

Live irá debater a falta de medicamentos nas Farmácias de Alto Custo

ReumaLive: Direitos dos Pacientes: Assistência Farmacêutica Em dezembro de 2020, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), emitiu um documento em que foi declarado...