ReumaBlogs

Cisto de Baker

O cisto de Baker, também chamado de cisto poplíteo, ocorre pelo acúmulo de líquido em uma pequena bolsa que surge atrás do joelho (região poplítea). Em adultos, normalmente são secundários a um processo degenerativo ou inflamatório articular.

Entre as doenças articulares, as mais comuns são a osteoartrite (artrose), seguida da artrite reumatoide e das lesões de menisco.

A maioria dos cistos é completamente assintomática. Eles são pequenos, muitas vezes indetectáveis ao exame físico e descobertos apenas com exames de imagem que acabam sendo feitos por outros motivos.

O sintoma mais comum é dor na parte posterior do joelho, inchaço ou massa palpável na fossa posterior do joelho, sobretudo quando a articulação está estendida. A dor tende a ser pior quando o paciente fica muito tempo em pé, com a atividade ou com o joelho hiperflexionado.

Às vezes, o cisto de Baker pode estourar (ruptura), resultando em vazamento de líquido na panturrilha. Isso pode causar dor aguda, inchaço e vermelhidão na panturrilha.

A confirmação pode ser feita por exames de imagem como a ultrassonografia. O tratamento depende da resolução da causa que gerou o acúmulo de líquido. Não adianta realizar infiltrações ou ressecar o cisto de forma isolada.

Caso a causa não seja removida ele pode retornar!

#REPOST @dravivianemachicado

Related posts

Especial Corticoides – Tudo o que você precisa saber!

Priscila Torres

Como conviver melhor com uma doença crônica – Parte 5

Priscila Torres

Autoeficácia do paciente com artrite

Priscila Torres
Loading...