Cientistas descobrem por que as mulheres sentem mais dor do que os homem

Pesquisadores da Universidade do Arizona (EUA) descobriram que a prolactina pode explicar por que as mulheres sentem mais dor do que os homens. O estudo, publicado no dia 5 de fevereiro no periódico Science Translational Medicine, sugerem que novas terapias direcionadas ao sistema desse hormônio seriam mais úteis às mulheres que sofrem com dores.

Segundo Frank Porreca, um dos autores, a ciência mostra que as mulheres sempre sentiram mais do que os homens alguns tipos de dores que não têm explicações, ou melhor, dores que existem sem que a pessoa tenha algum tipo de lesão, como as enxaquecas.

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Relacionados

Planejar aposentadoria fica ainda mais difícil na pandemia

Trabalhador deve conhecer sua vida contributiva e as regras da Previdência antes do pedido A pandemia de Covid-19, a crise econômica e a reforma da...

Procure conhecer tudo à respeito da sua doença e como você pode se ajudar! E acima de tudo, nunca desista!

No final de 2015, tive uma febre tão alta que me debatia na cama. Depois disso, não conseguia mais escovar dentes, pentear os cabelos,...

Live irá debater a falta de medicamentos nas Farmácias de Alto Custo

ReumaLive: Direitos dos Pacientes: Assistência Farmacêutica Em dezembro de 2020, o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), emitiu um documento em que foi declarado...