ReumaBlogs

Autoimunidade

As doenças autoimunes se desenvolvem em indivíduos geneticamente suscetíveis EXPOSTOS a estímulos ambientais

Essa predisposição frequentemente não é doença-específica, e sim para uma autoimunidade.

Um exemplo disso é o gene PTPN22.

Ele é responsável por codificar uma tirosina fosfatase na regulação do limiar de linfócitos que são uns dos responsáveis pela defesa do organismo.

A mutação R620W neste gene PTPN22 condiciona maior suscetibilidade para uma série de doenças autoimunes, incluindo lúpus, artrite reumatoide, tireoidite de Hashimoto, miastenia gravis, doença de Graves, diabetes tipo 1 e esclerose sistêmica.

Esse polimorfismo representa variações normais na distribuição da população geral (indivíduos sem doença, mas com chance maior chance de ter).

O que define se terá ou não?

Uma diminuição do limiar na autoimunidade, acúmulo de vários polimorfismos associados, fatores ambientais, endógenos (hormônios), hábitos e vida.

Essa ruptura de tolerância uma vez acontecida dificilmente conseguiremos parar completamente o processo.

Por isso que é melhor prevenir do que remediar

#REPOST @draflavianascimento

Related posts

5 mitos sobre doenças reumáticas

Priscila Torres

Dermatopolimiosite – O que é?

Priscila Torres

Colchicina para tratamento da Covid-19

Priscila Torres
Loading...