if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));

Artrite Reumatoide pode ter danos irreversíveis, mas podemos prevenir

Uma recente pesquisa teve sua versão América Latina, lançada no último congresso panamericano de reumatologia, o nome da pesquisa é Artrite Reumatoide: todos juntos pela causa, em inglês RA: Join the fight.

A pesquisa foi Global e ouviu no mundo todo mais de 10.000 pessoas com Artrite Reumatoide, a pesquisa foi focada no impacto da doença sobre as pessoas. Na América Latina dos muitos indicadores, dois deles são impactantes e apontam a falta de informação da pessoa com Artrite Reumatoide na América Latina

  • 63% das pessoas com AR na América Latina acreditam que, na ausência de dor, a doença está sob controle.
  • Mais da metade (55 por cento) dos entrevistados não sabe que o dano nas juntas causado pela doença é irreversível.
    AR-LATAN

Entre os achados da pesquisa, esses dois dados chamam a atenção, pois as pessoas que acreditam que a ausência da dor não significa o controle da doença, certamente um grande número dessas pessoas, chegam a abandonar o tratamento médico e outro grande número pratica a automedicação.

Esses dois indicadores estão relativamente ligados, pois a pessoa que pode abandona o tratamento médico por acreditar que a ausência da dor é  controle da doença, não tem consciência da evolução degenerativa e deformante da artrite reumatoide sem controle, e quase sempre quando essas pessoas retomam o tratamento médico, acreditam que os medicamentos poderão recuperar os danos da doença.

Isso nos traz a reflexão,  a informação é uma forma importante de tratamento, o médico reumatologista será nosso companheiro de vida, de enfrentamento da doença para sempre e nunca, nunca podemos dar oportunidade para a doença evoluir. Cuidem-se bem!

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: