A vida com AR é se superar todos os dias

Meu nome é Fra, em 2012 acabai de iniciar em um novo emprego, algo que desejei muito porque estava separada do meu marido e precisava conseguir um trabalho melhor para que eu e minha filha tivéssemos uma vida melhor. Na época minha pequena tinha 5 anos. Graças a Deus passei pelo período de experiência, fiquei mais tranquila e comecei a planejar minha nova vida.

Um ano antes eu já estava sentindo muita dor nos meus pés, mas não dei muita atenção pois no antigo no trabalho eu ia a pé e de salto, sempre gostei muito de salto alto. Porém essas dores ficaram mais intensas e e comecei a sentir dor nos punhos.

Fui algumas vezes ao Pronto Socorro, tomava analgésicos e assim fui levando. Em junho de 2013 tive minha primeira crise, não consegui sair da cama para ir trabalhar, chorei muito. Foi então que orientada por um ortopedista procurei um reumatologista, e assim após os exames fui diagnosticada com AR.

Iniciei com as medicações e tive uma melhora muito importante. Porém ainda tive algumas crises. Difícil aceitar as limitações, difícil deixar de lado coisas que gostava de fazer como usar salto alto. Hoje tenho artrose no punho direito e preciso fazer uma cirurgia, estou afastada do trabalho.

Há dias bons e ruins. Não sei como vou ficar após essa cirurgia, isso me preocupa. Mas tento não pensar muito no futuro, tento me concentrar no hoje, me fortalecer. Há muito pela frente e pretendo seguir com minha vida da melhor maneira possível.

A vida com AR é se superar todos os dias. Procure um médico. Se cuide!

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://ow.ly/gGra50nFGJp

Doe a sua história!

2 COMENTÁRIOS

  1. No momento estou em crise muita dor no ombro esquerdo, mal consigo fechar o sutiã, dores no joelho direito mãos e nos pés. E o pior é as pessoas n acreditam, dizem que não tenho cara de doente isso esta me deixando muito mal.

    • Oi Katia, entendo como é difícil receber o julgamento das pessoas. Mas mantenha o foco no seu tratamento. Procure seu reumatologista e relate as dores sentir dor não é normal. Hoje temos muitos medicamentos que podem melhorar em muito sua qualidade de vida. Bjs!

Olá, participe da conversa, deixe o seu comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Artigos Relacionados

Que tenhamos sempre Paciência e Fé em Deus!

Aos 24 anos, fui diagnosticada com psoríase, além das lesões, no corpo, que me deixavam deprimida pelo aspecto de feridas, que não cicatrizam, todas...

Pare de testar sua doença

Eu aposto que você já quis parar o remédio só para ver se não precisava mais dele. E se você fez isso, aposto que se...

Obesidade deve ser tratada com a mesma seriedade que a artrite reumatoide

A obesidade é uma doença que deve ser tratada, com a mesma seriedade que tratamos a artrite reumatoide. Convivo com AR há 15 anos...