A fé, disciplina e persistência são minhas aliadas

Há 5 meses comecei com uma dor no meu dedo polegar da mão esquerda sempre que eu acordava. Achava que era a forma como eu dormia, talvez em cima da mão e não percebia.

Porém, essa dor começou a aumentar dia a dia e também passou para outros dedos, punho, até que um dia eu senti muita dificuldade ao apertar o tubo de pasta de dente, ou em abrir uma porta, até mesmo em pentear o cabelo, para mim era um sacrifício muito grande, muitas dores.

Então resolvi procurar ajuda médica. Passei em consulta com a reumatologista e foi aí que descobri o que eu mais temia, tenho artrite reumatoide. Fiquei em choque. Chorei. Tenho uma doença que não tem cura! Será que vou sentir dor para sempre? Vou ficar com a mão torta?

Entrei em desespero. Mas depois eu me dei conta de que eu não era mais a mesma Camila de antes, não poderia ter a mesma vida de antes. Portanto comecei a me cuidar. Mudei alguns hábitos alimentares, vou todos os dias ao trabalho com a minha bike e faço Crossfit, sim, eu faço Crossfit!

Claro que, com muita moderação e atenção. E isso tem me ajudado muito, acredite! Ainda não faço uso de medicamentos biológicos, uso Metotrexato e leflunomida, vitaminas e corticoide. Por enquanto não tenho condições de diminuir as doses, mas tenho fé de que um dia estarei livre dos medicamentos.

Hoje eu tenho uma dor controlada, de vez em quando algumas crises pequenas, mas tenho uma vida muito mais saudável do que tinha antes e pessoas maravilhosas ao meu lado, principalmente meu noivo Gabriel, que me apoia imensamente e sou muito grata, pois só ele sabe as provas que passamos juntos.

A artrite reumatoide me ensinou a cuidar mais de mim e me ensinará muitas outras coisas por toda minha vida. Eu sei que sou nova, tenho muito a aprender. Mas o conselho que eu dou é quê, para quem tem artrite ou qualquer problema autoimune, não tenha medo da doença.

Não tenha medo do que pode acontecer. Comece a cuidar mais de você, da sua saúde, do que você come, do que você faz. O seu corpo está gritando para você, porque precisa de ajuda, não o ignore, seja o seu melhor amigo.

“Dor Compartilhada é Dor Diminuída”, conte a sua história e entenda que ao escrever praticamos uma autoterapia e sua história pode ajudar alguém a viver melhor com a doença!

É simples, preencha o formulário no link http://ow.ly/gGra50nFGJp

Doe a sua história!

if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));
%d blogueiros gostam disto: